Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do papel das vias direta e indireta do estriado ventral na reinstalação da autoadministração de etanol induzida pelo contexto

Processo: 16/25894-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2017
Situação:Interrompido
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Neuropsicofarmacologia
Pesquisador responsável:Fabio Cardoso Cruz
Beneficiário:Caroline Riberti Zaniboni
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/24986-2 - Participação de pequenos grupos neurais seletivamente ativados (neuronal ensembles) na reinstalação da autoadministração de etanol induzida pelo ambiente: investigação farmacogenética, optogenética e molecular, AP.JP
Bolsa(s) vinculada(s):19/13128-1 - Álcool e o eixo intestino-cérebro: investigação dos efeitos pós-ingestivos e gustatórios no estriado, BE.EP.DR
Assunto(s):Autoadministração   Transtornos relacionados ao uso de álcool   Etanol   Álcool   Recidiva   Estriado ventral   Modelos animais

Resumo

O etanol é a substância de abuso mais consumida no mundo. Altos índices de recaída são observados em pacientes que tentam se abster do uso dessa substância. A recaída é considerada um dos principais problemas para o tratamento da dependência ao etanol. O principal fator relacionado à recaída é a exposição do indivíduo ao ambiente associado ao uso da droga. Com o uso repetido da droga o indivíduo aprende a associar os efeitos da droga com estímulos ambientais. Estas associações são armazenadas por pequenos grupos neurais seletivamente ativados conectados entre si, chamados neuronal ensembles. Estudos têm demonstrado o envolvimento desses pequenos grupos de neurônios em comportamentos associados ao consumo de substâncias de abuso. Neste sentido, evidências mostram importante papel de ensembles do estriado ventral na reinstalação da autoadministração de drogas induzida pelo ambiente. Entretanto, ainda não foi avaliada a participação desses arranjos neurais na dependência ao etanol. Inúmeros estudos sugerem a participação das vias direta e indireta do estriado ventral em comportamentos de aprendizados associativos e de busca por substâncias de abuso. Contudo, o papel dessas vias na recaída ao uso de etanol ainda não foi estudado. A recaída induzida pelo ambiente pode ser estudada através de um modelo animal conhecido na literatura como "ABA renewal". Neste modelo, ratos são treinados a autoadministrarem uma substância de abuso em um ambiente (contexto A), subsequentemente esse comportamento é extinguido em um ambiente distinto ao do treino (contexto B). Em seguida, a capacidade do ambiente de induzir a reinstalação da autoadministração é testada com a exposição do animal ao contexto previamente associado à droga (contexto A). Dessa maneira, o objetivo geral do presente projeto é investigar a participação desses pequenos grupos neurais na reinstalação da autoadministração de etanol induzida pelo ambiente em ratos. E ainda, investigar as alterações moleculares, presentes nas sinapses entre os neuronal ensembles no estriado ventral, substância negra reticulada e globo pálido envolvidas nesse comportamento. Para tanto, utilizaremos técnicas de imuno-histoquímica, imunofluorescência e desconexão farmacológica, para demonstramos a participação das vias direta e indireta nesse comportamento. Também utilizaremos ratos transgênicos e vetores virais para isolarmos, seletivamente, sinapses entre os neuronal ensembles dessas vias, e assim identificarmos as alterações na transmissão neural entre as vias envolvidas no processo de reinstalação da autoadministração de etanol induzida pelo contexto.