Busca avançada
Ano de início
Entree

Bagaço de cana-de-açúcar associado a células vivas de isolado bacteriano na remoção de cádmio em solução

Processo: 17/03146-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2017
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2017
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Sanitária - Tratamentos de Águas de Abastecimento e Residuárias
Pesquisador responsável:Luciana Maria Saran
Beneficiário:Aline Aparecida Morais
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Assunto(s):Tratamento de águas residuárias   Cádmio   Bagaço de cana-de-açúcar   Bioacumulação   Remoção de contaminantes

Resumo

O cádmio é um metal pesado encontrado na natureza quase sempre junto com o zinco. Seu estado de oxidação mais comum é o + 2 e apesar da sua ocorrência natural, este elemento figura entre os principais metais pesados tóxicos. A remoção de Cd2+ de efluentes aquosos pode ser realizada por biossorção, que é um processo físico-químico baseado numa variedade de mecanismos que incluem absorção, adsorção, troca iônica, precipitação e complexação. Como ramo da biotecnologia, o processo de biossorção é destinado à remoção ou recuperação de substâncias orgânicas e inorgânicas de soluções por materiais biológicos, tais como, microrganismos mortos e seus componentes, algas, materiais vegetais, resíduos industriais e agrícolas e resíduos naturais. Outra forma de tratamento de águas residuais contendo metais pesados é a bioacumulação, na qual microrganismos, algas e plantas têm demonstrado capacidade para a remoção de compostos tóxicos. Há poucos trabalhos na literatura que relatam a associação de processos biossortivos com bioacumuladores, estudando se ocorre aumento da remoção dos íons metálicos de soluções aquosas. Com isso, o objetivo desta proposta de pesquisa é estudar a remoção de íons Cd2+ de soluções por ação do biossorvente bagaço de cana-de-açúcar mercerizado, com e sem associação de células vivas do isolado Ensifer meliloti (LBMP-C02). Este projeto visa aumentar o conhecimento do emprego do bagaço de cana-de-açúcar em processos de biossorção em associação com bioacumulação por células vivas de isolado bacteriano, com vistas à obtenção de uma possível formulação para futuros estudos em processos de larga escala. (AU)