Busca avançada
Ano de início
Entree

Filogenia e biogeografia histórica do gênero Acanthoscurria (Araneae: Theraphosidae)

Processo: 17/00051-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de abril de 2017
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Animal
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Vera Nisaka Solferini
Beneficiário:João Claudio de Sousa Nascimento
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Biogeografia   Filogenia   Mygalomorphae   Aranhas

Resumo

A região Neotropical abriga uma das maiores biodiversidades do mundo, distribuída através de uma grande quantidade de biomas. Entender como eventos do passado afetaram os biomas e a biodiversidade local é um dos grandes desafios da biogeografia neotropical. Apesar da grande diversidade nesta região, as aranhas tem sido um grupo raramente utilizado neste tipo de estudo. O gênero de aranhas Mygamomorphae Achanthoscurria (Araneae: Theraphosidae), contendo 27 espécies aceitas, tem uma ampla distribuição abrangendo diversos biomas neotropicais. Este trabalho vai realizar uma análise filogenética deste gênero através do sequenciamento de sequências nucleares, H3 e ITS2, e o COI mitocondrial. Também será realizada a datação das divergências entre as espécies. Os dados de distribuição geográfica atual das espécies serão usados para uma estimativa da provável área de ocorrência das linhagens ancestrais desse grupo. Estes dados permitiram testar hipóteses sobre como eventos ocorridos no terciário e no quaternário influenciaram a diversificação deste gênero. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.