Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência da inclusão de Betula pendula a nanofibras eletrofiadas via solução de quitosana

Processo: 16/19278-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2017
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2017
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Materiais Odontológicos
Pesquisador responsável:Alexandre Luiz Souto Borges
Beneficiário:Diana Naomi Miura Toyama
Instituição-sede: Instituto de Ciência e Tecnologia (ICT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José dos Campos. São José dos Campos , SP, Brasil
Assunto(s):Biomateriais   Quitosana   Eletroquímica   Betula   Nanofibras   Eletrofiação

Resumo

Nas últimas décadas, pode-se observar o crescimento da utilização de biopolímeros naturais que, devido à versatilidade que apresentam, têm gerado interesse nos pesquisadores quanto as suas aplicações em inúmeras áreas biomédicas. A quitosana, material polimérico obtido através da desacetilação da quitina encontrada em exoesqueletos de crustáceos e paredes celulares de algumas espécies de fungo, tem ganhado destaque quanto as suas propriedades, principalmente antimicrobiana e regenerativa, quando associada à escala nanométrica. No presente trabalho, nanofibras poliméricas foram obtidas através do processo de eletrofiação a partir de variáveis dos parâmetros fluxo, distância e voltagem para, posteriormente, serem analisadas quanto à influência da incorporação, via solução de quitosana, da bétula (Betula pendula). Tal fitoterápico apresenta algumas propriedades como antiinflamatórias, diuréticas, cicatrizantes, antissépticas e digestivas sendo, portanto, bastante utilizado para fins terapêuticos. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa: