Busca avançada
Ano de início
Entree

Operação e controle do sistema experimental do reator anaeróbio híbrido (HAnR) de alta taxa para geração de biogás e incremento da produção de energia na indústria sucroalcooleira

Processo: 17/03784-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de abril de 2017
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2017
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Sanitária - Tratamentos de Águas de Abastecimento e Residuárias
Pesquisador responsável:Moacir Messias de Araujo Junior
Beneficiário:Gustavo Merszi de Souza
Empresa:Bio Proj Tecnologia Ambiental Ltda
Vinculado ao auxílio:15/22729-8 - Digestão da vinhaça em reator anaeróbio híbrido (HAnR) de alta taxa para geração de biogás e incremento da produção de energia na indústria sucro-alcooleira, AP.BIOEN.PIPE
Assunto(s):Vinhaça   Tratamento biológico anaeróbio   Tratamento de águas residuárias   Reatores anaeróbios   Geração de energia elétrica

Resumo

A operação diária do sistema experimental do Projeto de Pesquisa "Digestão da vinhaça em reator anaeróbio híbrido (HAnR) de alta taxa para geração de biogás e incremento da produção de energia na indústria sucroalcooleira" Objetivos: o objetivo principal do bolsista será atuar como auxiliar nas atividades de monitoramento operacional diário da planta piloto que será instalada na Usina da Pedra. Os objetivos específicos estão listados a seguir: - Auxiliar na implantação das unidades do sistema de geração de energia; - Auxiliar na operação e funcionamento das unidades do sistema de geração de energia; - Auxiliar no monitoramento e adequações das vazões do sistema de geração de energia; - Auxiliar no monitoramento de pH, alcalinidade, ácidos voláteis e adição de álcali. Plano de Trabalho: 1- Auxiliar na implantação das unidades do sistema de geração de energia; 2- Treinamento para compreender os procedimentos operacionais do sistema de produção de energia; 3- Auxiliar na verificação funcionamento de todos os equipamentos da planta piloto; 4- Auxiliar na organização do local da planta piloto; 5- Relatar aos pesquisadores todos os problemas verificados na planta e participar de todas as manutenções necessárias; 6- Auxiliar no monitoramento de vazão de alimentação com vinhaça, vazão de recirculação do efluente dos reatores; 7- Auxiliar no monitoramento pH, alcalinidade, ácidos voláteis e adição de álcali; 8- Adicionar na planilha de operação os valores de vazões de alimentação de vinhaça, de recirculação do efluente e as adequações de vazões necessárias; 9- Participar de todas as reuniões realizadas pela equipe de operação da planta piloto e apresentar os resultados em forma de relatórios técnicos. Contempla procedimentos operacionais para conduzir ao desempenho adequado de suas unidades com o objetivo principal de obtenção do potencial máximo de geração de biogás e energia. A melhor forma de controle de sistemas de tratamento é a busca incessante da eficiência das operações e processos. Para atingir esta eficiência é necessário que o pessoal técnico que monitora o sistema experimental tenha treinamento e conhecimento das operações e processos para auxiliar na intervenção dos operadores do sistema de geração de energia. (AU)