Busca avançada
Ano de início
Entree

Exposição gestacional à betametasona em ratos: reatividade farmacológica do corno uterino materno isolado e desenvolvimento inicial do testículo da prole

Processo: 17/02764-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2017
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2017
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Análise Toxicológica
Pesquisador responsável:Wilma de Grava Kempinas
Beneficiário:Jorge Willian Franco de Barros
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Betametasona   Corticoterapia   Prenhez   Útero   Testículo   Embriogênese

Resumo

A corticoterapia vem sendo amplamente utilizada na prática obstétrica em gestantes com risco de parto prematuro, promovendo o amadurecimento pulmonar fetal, consequentemente, diminuindo a incidência de síndrome de angústia respiratória, mortalidade e morbidade neonatal. Estudos realizados em nosso Laboratório demonstraram que a exposição pré-natal à betametasona promoveu alterações no aspecto histofisiológico das gônadas da prole masculina de ratos, tanto na puberdade quanto na vida adulta. Além disso, a administração de betametasona aumentou as perdas pós-implantação nas progenitoras diretamente expostas. Assim, o objetivo do presente trabalho será realizar uma investigação dos mecanismos envolvidos com esses desfechos. O estudo será realizado em duas etapas. Experimento 1: fêmeas prenhes no dia gestacional 19 terão seus cornos uterinos removidos e submetidos a ensaios de reatividade farmacológica in vitro na presença de concentrações crescentes de betametasona, com o registro das respectivas áreas da tensão desenvolvidas. Para o Experimento 2 serão necessários dois grupos experimentais: Tratado: fêmeas prenhes que receberão tratamento intramuscular com 0,1 mg/kg de betametasona nos dias gestacionais 12, 13, 18 e 19; Controle: fêmeas tratadas com o veículo. Os seguintes parâmetros serão investigados na prole masculina dessas matrizes: no dia pós-natal (DPN) 1 serão registrados o peso corpóreo e a distância anogenital; nos DPN 7, 14 e 28, um filhote de cada ninhada será eutanasiado e as gônadas serão coletadas e fixadas para posteriores análises histomorfométricas, contagem de células de Sertoli, volume de células de Leydig e de imunohistoquímica para receptores androgênicos (AR) e substância inibidora Mulleriana (MIS). O tema do projeto é atual e de grande relevância, considerando-se a utilização deste fármaco na clínica humana e devido à conhecida ação dos glicocorticoides sobre a programação fetal. Portanto, trata-se de um estudo experimental, com aplicações translacionais. Além de gerar novos conhecimentos, pretende-se preparar recursos humanos qualificados em pesquisa e contribuir com o progresso do país dos pontos de vista científico e sócio-econômico. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
FRANCO DE BARROS, JORGE WILLIAN; BORGES, CIBELE DOS SANTOS; MISSASSI, GABRIELA; PACHECO, TAINA LOUISE; KEMPINAS, WILMA DE GRAVA. Impact of intrauterine exposure to betamethasone on the testes and epididymides of prepubertal rats. Chemico-Biological Interactions, v. 291, p. 202-211, AUG 1 2018. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.