Busca avançada
Ano de início
Entree

Alterações na expressão gênica e identificação da assinatura epigenética gastrintestinal relacionadas a resolução precoce e recidiva tardia do Diabetes Tipo 2 em pacientes após 2 anos da derivação gástrica em Y-Roux

Processo: 16/19170-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2017
Vigência (Término): 31 de julho de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Nutrição - Bioquímica da Nutrição
Pesquisador responsável:Maria Lucia Cardillo Corrêa Giannella
Beneficiário:Priscila Sala Kobal
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Gastroenterologia   Cirurgia bariátrica   Derivação gástrica   Expressão gênica   Epigênese genética   Homeostase   Metilação   Diabetes mellitus tipo 2

Resumo

Derivação Gástrica em Y-Roux (DGYR) é um método efetivo para tratar Obesidade, e seus efeitos metabólicos incluem controle glicêmico precoce, antes mesmo que ocorra perda ponderal significativa. No entanto, na prática clínica é comum que alguns pacientes não alcancem a remissão completa do DM2, ou que apresentem a recidiva da doença em longo prazo. Os mecanismos envolvidos na remissão precoce e recidiva tardia do DM2 após DGYR ainda são pouco compreendidos, mas como parte do estudo temático 2011/09612-3 foram identificadas alterações precoces (3 meses pós-op) na expressão de genes gastrintestinais (GI) envolvidos com a homeostase glicêmica. Atualmente sabe-se que a expressão de genes é diretamente influenciada por eventos epigenéticos como a metilação do DNA. Muito tipicamente, a hipometilação do DNA desencadeia um aumento na expressão gênica, enquanto a hipermetilação diminui a expressão dos genes-alvo. Com base nessas observações, no presente estudo pode constituir uma valiosa oportunidade (dada a limitação universal para coleta de biópsias GI) de se conhecer o comportamento tardio das alterações transcriptômicas e epigenéticas teciduais e sistêmicas induzidas por DGYR que possam estar relacionadas com a remissão e recidiva de DM2. Para isso, pretende-se avaliar alterações da expressão gênica GI 2 anos após DGYR e compará-las com aquelas encontradas nos 3 meses pós-operatório. Em adição, pretende-se avaliar alterações epigenéticas no pré-op, e pós-op de 3 meses e 2 anos da DGYR. Nossos dados poderão ser úteis para identificar genes relacionados com a recidiva de DM2 a longo prazo, e também, identificar as alterações epigenéticas que podem estar interferindo na resolução do DM2 e na recidiva da doença, no grupo de pacientes não respondedores à DGYR no que tange à melhora na homeostase glicêmica. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
SALA, PRISCILA; CORREA-GIANNELLA, M. L.; WAITZBERG, DAN L. Bariatric surgery and gene expression in the gut. CURRENT OPINION IN CLINICAL NUTRITION AND METABOLIC CARE, v. 21, n. 4, p. 246-251, JUL 2018. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.