Busca avançada
Ano de início
Entree

Biorremediação de solos contaminados com óleo diesel: análise estrutural e funcional da comunidade microbiana

Processo: 16/17488-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2017
Situação:Interrompido
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Lara Durães Sette
Beneficiário:Patrícia Giovanella
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):19/11823-4 - Metabolômica de solo contaminado com óleo diesel após a biorremediação, BE.EP.PD

Resumo

O óleo diesel constitui o principal combustível dentro da matriz energética brasileira, sendo o derivado de petróleo comercializado em maior escala no país. Este combustível é uma mistura complexa de hidrocarbonetos e, devido à sua recalcitrância e frequentes derrames acidentais, é reconhecido mundialmente como uma ameaça para os ecossistemas aquáticos e terrestres. Diversas técnicas estão disponíveis para a remediação de solos contaminados por hidrocarbonetos. No entanto, a biorremediação é considerada uma alternativa promissora por ser mais sustentável, eficiente e de baixo custo quando comparada à outras tecnologias de remediação. No presente trabalho, serão utilizadas diferentes estratégias para detoxificação/degradação de solos contaminados com óleo diesel (atenuação natural, biaumentação e bioestimulação), visando selecionar as melhores condições de biorremediação desse poluente. Será avaliado um consórcio microbiano composto por fungos de origem marinha, bactéria isolada de reservatório de petróleo e levedura da Antártica que foi capaz de detoxificar eficientemente o óleo diesel após 21 dias de cultivo submerso em estudos prévios. A degradação do óleo diesel nos diferentes tratamentos será monitorada por cromatografia gasosa, enquanto que a detoxificação será avaliada por meio da análise de toxicidade aguda em Microtox (Vibrio fischeri) e com o microcrustáceo Artemia sp. Este projeto pretende elucidar os complexos mecanismos microbianos envolvidos na detoxificação/degradação do óleo diesel (no tratamento selecionado) por metatranscriptômica, bem como acompanhar a dinâmica da comunidade microbiana ao longo do processo de detoxificação/degradação, utilizando fingerprinting genético (PCR-DGGE). O acesso ao perfil taxonômico dos micro-organismos envolvidos no processo de detoxificação/degradação será realizado por clonagem e sequenciamento. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
GIOVANELLA, PATRICIA; VIEIRA, GABRIELA A. L.; RAMOS OTERO, IGOR V.; PELLIZZER, ELISA PAIS; FONTES, BRUNO DE JESUS; SETTE, LARA D. Metal and organic pollutants bioremediation by extremophile microorganisms. JOURNAL OF HAZARDOUS MATERIALS, v. 382, JAN 15 2020. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.