Busca avançada
Ano de início
Entree

Revisitando a síntese Neo-neo à luz do conceito de cooperação a partir do pensamento de Kenneth Waltz

Processo: 16/05352-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de abril de 2017
Vigência (Término): 31 de maio de 2018
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Ciência Política - Política Internacional
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Rodrigo Duarte Fernandes dos Passos
Beneficiário:Paulo Victor Zaneratto Bittencourt
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia e Ciências (FFC). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Marília. Marília , SP, Brasil
Assunto(s):Realismo

Resumo

Os anos 1970 e 1980 parecem ter sido, para o desenvolvimento das teorias das relações internacionais em seu debate norte-americano, um período demasiadamente frutífero devido à variedade de perspectivas teóricas que se deram no momento, principalmente no âmbito das possibilidades da cooperação internacional. Talvez a perspectiva teórica mais importante do momento tenha sido o realismo estrutural desenvolvido em 1979 por Kenneth Waltz. Foco de diversas críticas ao longo dos anos 1980, a proposta de Waltz passa pela formulação de uma síntese entre as suas ideias e as de dois de seus mais conhecidos críticos, Robert Keohane e Joseph Nye, proponentes da perspectiva liberal-institucionalista, baseada sobretudo nos pilares do transnacionalismo e da teoria da interdependência complexa. Tomando por base a discussão de cooperação levada por ambas as perspectivas, já que é um tema comum a elas, o trabalho que se propõe visa a examinar, a partir de uma análise do ambiente teórico em que os autores dialogam, a possibilidade da síntese entre as duas escolas, valendo-se para tanto do referencial filosófico-científico de Imre Lakatos, autor cujas ideias servem para basear a perspectiva de Waltz. A partir de um levantamento bibliográfico com enfoque na discussão comum entre os autores, a possibilidade da "síntese neo-neo", como ficou conhecida, torna-se importante para um balanço das ferramentas teóricas usadas para se analisarem os fenômenos internacionais, uma vez que ela permitiria pensar em termos de duas vertentes teóricas a que se refere ainda hoje no debate de teorias de relações internacionais: o racionalismo (fruto da suposta "síntese neo-neo") e o reflexivismo. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
BITTENCOURT, Paulo Victor Zaneratto. Revisitando a "síntese neo-neo" à luz do conceito de cooperação a partir do pensamento de Kenneth Waltz. 2018. 393 f. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual Paulista (Unesp) Faculdade de Filosofia e Ciências, Marília..

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.