Busca avançada
Ano de início
Entree

Biodiversidade, conectividade e história evolutiva de poliquetas especialistas em ilhas orgânicas (ossos de baleia) no Atlântico Sudoeste profundo

Processo: 16/12365-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2017
Vigência (Término): 31 de março de 2019
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Oceanografia - Oceanografia Biológica
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Paulo Yukio Gomes Sumida
Beneficiário:Orlemir Carrerette dos Santos
Instituição-sede: Instituto Oceanográfico (IO). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:11/50185-1 - Biodiversidade e conectividade de comunidades bênticas em substratos orgânicos (ossos de baleia e parcelas de madeira) no Atlântico Sudoeste Profundo - BioSuOr, AP.BTA.TEM
Assunto(s):Conectividade   Evolução   Biogeografia   Polychaeta

Resumo

Carcaças de baleia depositadas no assoalho oceânico podem promover alta biodiversidade, proporcionando substratos rígidos, enriquecimento orgânico e sulfetos livres em ambientes tipicamente oligotróficos como o mar profundo. Hipóteses atuais apontam que tais "ilhas orgânicas" podem ter servido de trampolins ecológicos ou evolutivos para organismos adaptados a ambientes quimiossintetizantes. Isso é corroborado pela típica co-ocorrência de muitas espécies em habitat cognatos, como fontes hidrotermais e exsudações frias. Apesar de tamanha importância desses ecossistemas, os estudos ainda são escassos, visto que a maioria dos estudos foi conduzido na Califórnia, enquanto outras áreas ainda são pouco exploradas ou totalmente desconhecidas. Os Hesionidae são poliquetas abundantes e apresentam grande diversidade de táxons especializados e amplamente distribuídos em ambientes quimiossintetizantes. Portanto, poderiam servir tanto como modelos de conectividade entre carcaças de baleias, assim como sua história evolutiva poderia contribuir para o avanço no conhecimento sobre a evolução e diversificação em ambientes quimiossintetizantes no mar profundo. A presente proposta será conduzida no âmbito do projeto temático BioSuOr (Biota FAPESP Nº2011/50185-1), e visa avançar no conhecimento sobre a biodiversidade de hesionídeos em ilhas orgânicas no mar profundo em ossos de baleia implantados em diferentes profundidades (1500 e 3300 m) e latitudes do Atlântico sudoeste. Para a caracterização da composição específica, pretende-se utilizar tanto métodos convencionais de taxonomia morfológica, quanto ferramentas moleculares. Dois marcadores mitocondriais (16S rRNA e COI) e dois nucleares (28S rRNA e 18S rRNA) serão utilizados para avaliar os índices de diversidade genética das espécies dominantes e determinar o grau de divergência entre populações ou espécies crípticas (conectividade). Isso permitirá avaliar o fluxo gênico entre populações específicas de hesionídeos nas carcaças. Pretende-se, ainda, descrever os aspectos reprodutivos das espécies especialistas, visando entender as suas estratégias em relação ao desenvolvimento, fertilização e, consequentemente, sobre a sua dispersão no fundo do mar. Para isso, os animais serão estudados sob microscópios óptico, eletrônico de varredura e de transmissão, bem como a partir do uso de técnicas convencionais de histologia e de novas técnicas, como a tomografia através de MicroCT. Finalmente, a partir da análise filogenética da família Hesionidae, também pretende-se discutir a história evolutiva de ambientes redutores. Este é um projeto científico altamente inovador no Brasil, que conta com parcerias científicas nacionais e internacionais de alto nível, sendo um dos primeiros estudos envolvendo aspectos como biodiversidade, conectividade e a biologia reprodutiva, para o melhor entendimento da história evolutiva de organismos especialistas em ilhas orgânicas no mar profundo. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DE MATOS NOGUEIRA, JOAO MIGUEL; RIBEIRO, WILLIAM M. G.; CARRERETTE, ORLEMIR; HUTCHINGS, PAT. Pectinariidae (Annelida, Terebelliformia) from off southeastern Brazil, southwestern Atlantic. Zootaxa, v. 4571, n. 4, p. 489-509, MAR 28 2019. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.