Busca avançada
Ano de início
Entree

A mercosulização da Política Migratória Argentina: o papel da opinião pública na política externa

Processo: 16/18012-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de abril de 2017
Vigência (Término): 30 de junho de 2018
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Ciência Política - Política Internacional
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Janina Onuki
Beneficiário:Romeu Bonk Mesquita
Instituição-sede: Instituto de Relações Internacionais (IRI). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):17/18441-4 - A mercosulização da Política Migratória Argentina. o papel da opinião pública na política externa, BE.EP.MS
Assunto(s):Mercosul   Opinião pública   Política migratória

Resumo

Este projeto se propõe a investigar a presença da opinião pública entre os fatores relevantes para a consolidação de um novo paradigma migratório na Argentina, compreendido a partir da assinatura do Acordo sobre Residência para Nacionais do Mercosul e Associados (2002), a Ley de Migraciones (2004) e o Plano Nacional de Normalização Documentária Migratória destinado aos cidadãos dos Estados Parte e Associados do Mercosul (2006). Segundo a bibliografia do tema, três são os fatores determinantes que concorreram para a construção de um contexto favorável a essa consolidação: a) a crise de 2001 e o descrédito do modelo neoliberal de desenvolvimento; b) a opção do governo Kirchner pelo regionalismo como forma de inserção internacional do país; c) a identificação de um novo perfil migratório na Argentina, no qual os imigrantes originários de países parte ou associados ao Mercosul representavam 60% de toda a população estrangeira. O projeto se propõe a investigar um quarto fator: o papel da opinião pública nessa mudança, à luz do debate sobre a influência da opinião pública e do conceito de mercosulização aplicado à política migratória argentina, o qual permite considera-la também uma política externa. A hipótese deste trabalho é que a opinião pública foi um fator coadjuvante, porém não determinante, principalmente na medida em que a questão migratória exerceu impacto midiático. O projeto se estrutura da seguinte maneira: apresentação do problema, justificativa, definição das perguntas de pesquisa e hipótese; resumo da bibliografia; exposição do conceito de mercosulização de políticas públicas, do debate teórico sobre a influência da opinião pública em política externa; apresentação da metodologia de coleta de dados de opinião pública; cronograma de trabalho; bibliografia. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
MESQUITA, Romeu Bonk. Política migratória argentina: condicionantes domésticos e externos no governo de Mauricio Macri (2015-2018). 2018. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Relações Internacionais São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.