Busca avançada
Ano de início
Entree

Ciência e poder no Império Português: uma análise prosopográfica das trajetórias de cinco astrônomos demarcadores de limites do Século XVIII

Processo: 16/17965-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de abril de 2017
Vigência (Término): 03 de dezembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História - História das Ciências
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Thomas Augusto Santoro Haddad
Beneficiário:Otavio Crozoletti Costa
Instituição-sede: Escola de Artes, Ciências e Humanidades (EACH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):18/03506-6 - Documentação complementar para uma análise prosopográfica das trajetórias de cinco astrônomos demarcadores de limites do século XVIII, BE.EP.MS
Assunto(s):Astrônomos   Império Português

Resumo

No último quartel do século XVIII, com a assinatura do Tratado de Santo Ildefonso, diversas comissões são enviadas para a determinação local das fronteiras entre as possessões das coroas de Portugal e da Espanha na América do Sul, através de métodos astronômicos. Entre os ocupantes do cargo de astrônomo das expedições portuguesas encontram-se Francisco José de Lacerda e Almeida (1753-1798), António Pires da Silva Pontes Leme (1750-1805), Bento Sanches Dorta (1739-1795), Francisco de Oliveira Barbosa (?-?) e José Simões de Carvalho (?-?). Naturais do Reino ou do Brasil, e todos formados no novo curso matemático da Universidade de Coimbra recém reformada, esses homens de ciência virão posteriormente, em alguns casos, a ocupar postos importantes na administração do império, serão membros da Academia das Ciências de Lisboa, ou pelo menos terão proximidade com integrantes das camadas mais poderosas do aparelho de Estado. Ao mesmo tempo, o reformismo ilustrado consolida em Portugal uma imagem das ciências e da instrução como elementos essenciais para um melhor conhecimento dos territórios do império, na expectativa de acréscimo da agricultura, indústria e comércio. À escala europeia, um campo científico com relativo grau de autonomia começa por sua vez a se esboçar, mas ainda são frequentes as reconversões de seus capitais específicos em capitais políticos. Este projeto tem como objetivo realizar um estudo prosopográfico daquele grupo de astrônomos demarcadores formados em Coimbra, esperando identificar, pela análise das suas trajetórias, as influências recíprocas entre as vinculações das personagens com os poderes políticos e suas possibilidades de consagração no campo científico. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
COSTA, Otavio Crozoletti. Ciência e poder no império português: uma análise das trajetórias de cinco astrônomos demarcadores de limites do século XVIII. 2018. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Escola de Artes, Ciências e Humanidades São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.