Busca avançada
Ano de início
Entree

Identificação e análise de casos incidentes de infecção pelo HIV-1

Processo: 17/02827-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de março de 2017
Vigência (Término): 31 de agosto de 2017
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Pesquisador responsável:Luís Fernando de Macedo Brígido
Beneficiário:Isadora Coutinho Ribeiro
Instituição-sede: Instituto Adolfo Lutz (IAL). Coordenadoria de Controle de Doenças (CCD). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/19441-7 - Identificação e análise de casos incidentes de infecção pelo HIV-1, AP.R
Assunto(s):HIV-1   Tropismo viral

Resumo

A alta taxa de replicação associada à baixa fidelidade durante o processo de retrotranscrição faz do HIV um organismo de extraordinária velocidade evolutiva, com algumas das características do agente, presentes na fase inicial da infecção, não observadas na fase crônica persistente, onde a maioria dos pacientes é identificada. O estudo dessa fase da infecção é instrumental na vigilância epidemiológica da AIDS, no monitoramento da emergência de resistência aos medicamentos antirretrovirais, no apoio a conduta clínica, e pode contribuir no entendimento da patogênese viral e no desenvolvimento de novos insumos de prevenção ou tratamento. O isolamento e a caracterização do HIV são necessários a melhor compreensão de características relevantes da infecção incidente. O estudo se propõe a caracterização do HIV-1 de até 320 pacientes com infecção aguda ou recente, definidos a partir de informações epidemiológicas, clínicas, virais e sorológicas. A documentação do seguimento clínico de parte desses casos incidentes, e sua comparação com características de pacientes em fase crônica da doença, poderão contribuir no entendimento da evolução molecular do vírus no paciente anrecém-infectado e a compreensão do papel de aspectos da evolução da diversidade viral na patogênese da infecção pelo HIV-1. A proposta deste estudo é identificar e analisar o vírus de casos incidentes, provenientes de sítios clínicos que tanto recebem indivíduos em busca de diagnóstico da infecção pelo HIV como que atendem casos que apresentam sintomas compatíveis com infecção aguda por esse agente. A presença de resistência genotípica primária será estudada, com priorização de estimativas relacionadas a novas classes de medicamentos. O genoma viral será ainda analisado quanto ao tropismo viral e a clonagem, e seqüenciamento de segunda geração, de casos selecionados, permitirá um detalhamento da diversidade viral, como as substituições nucleotídicas em epítopos relevantes que ocorrem ainda nessa fase inicial da doença. Isolados virias de parte dos voluntários serão também obtidos. O estudo prospectivo de material biológico de voluntários durante o seguimento clínico em unidades clínicas colaboradoras permitirá análises moleculares e imunológicas longitudinais e sua associação à progressão da doença, permitindo tanto avaliar o papel desses parâmetros laboratoriais no prognostico da infecção como validar e ajustar os parâmetros descritos como marcadores de infecção recente em amostras de pacientes da nossa realidade epidêmica, contribuindo ainda para aprimorar metodologias para estimar a incidência da infecção pelo HIV-1 e entender a dinâmica epidêmica local.