Busca avançada
Ano de início
Entree

Biofortificação de frutos de bananeiras com zinco

Processo: 16/24141-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2017
Vigência (Término): 31 de março de 2018
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitotecnia
Pesquisador responsável:Arthur Bernardes Cecílio Filho
Beneficiário:Gustavo Walace Pacheco Leite
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Assunto(s):Necessidades nutricionais   Elementos químicos   Pós-colheita   Micronutrientes   Fruticultura   Nutrição vegetal   Qualidade dos alimentos

Resumo

Os frutos de bananeira contêm aproximadamente 0,1 mg.100 g-1, o que é bastante inferior ao contido na carne vermelha (6,3 mg.100 g-1). Desta forma, devido a importância de se proporcionar alimentos mais ricos em Zn, este projeto tem por objetivo avaliar o fornecimento de sulfato de zinco (ZnSO4) nos cachos das bananeiras visando a biofortificação de seus frutos e atingir a ingestão diária recomendada (RDA) de Zn varia de 2 mg.dia-1 para crianças. Para isso, será instalado um experimento de acordo com um delineamento inteiramente casualizado (DIC) em esquema fatorial 2 (duas cultivares - grupo Prata e Cavendish) x 4 (três doses de ZnSO4 e o controle) com três repetições, totalizando 24 parcelas. Ou seja, no momento de se retirar o coração dos cachos das bananeiras 'Prata Anã' e 'Willians', será acoplado ao engaço um saco plástico contendo as soluções de ZnSO4 nas doses 0 - controle; 0,5 g.L-1; 1,0 g.L-1 e 2,0 g.L-1. Os frutos serão avaliados quando atingirem a maturação fisiológica visando a determinação do teor de Zn, além dos parâmetros de qualidade, coloração, umidade, matéria-seca, acidez titulável, pH, sólidos solúveis e teor de ácido ascórbico. (AU)