Busca avançada
Ano de início
Entree

Conhecimentos e atitudes em demências por parte dos médicos generalistas da rede de atenção básica à saúde

Processo: 16/23634-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2017
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2018
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Saúde Pública
Pesquisador responsável:Alessandro Ferrari Jacinto
Beneficiário:Pedro Paulo Cavinato Junior
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FMB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Idosos   Geriatria   Demência

Resumo

A prevalência de demência tem aumentado no Brasil nas últimas três décadas. A demência ocorre devido alterações nos domínios cognitivos com consequências graves ao funcionamento da pessoa, que geram dependência para a realização de atividades básicas da vida diária e perda total da autonomia. Nas últimas décadas muitos pesquisadores têm incentivado a realização do rastreio cognitivo com inúmeros objetivos, dentre eles, o de promover a prevenção e preparar os familiares para as diversidades de problemas, sociais, econômicos, psicológicos, que acompanham a evolução da síndrome demencial. Poucos estudos brasileiros têm avaliado o conhecimento dos médicos generalistas (MG) sobre o diagnóstico de demência. Estudo recente no Brasil realizou a adaptação transcultural para o contexto brasileiro de dois instrumentos: "Conhecimentos" e "Atitudes" sobre demência. O objetivo deste estudo é detectar, por meio destes instrumentos, o conhecimento e a atitude dos médicos da rede de atenção primária e capacitá-los aos diferentes tipos de demência em relação às suas características, diagnóstico e tratamento. (AU)