Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência dos aditivos quitosana, zircônia e hidroxiapatita na bioatividade do cimento de aluminato de cálcio à cavidade retrógrada quando em contato com solução à base de fosfato

Processo: 16/24432-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2017
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2017
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Endodontia
Pesquisador responsável:Walter Raucci Neto
Beneficiário:Fernanda Mara Saltareli
Instituição-sede: Universidade de Ribeirão Preto (UNAERP). Campus Ribeirão Preto. Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Ápice dentário   Hidroxiapatita   Quitosana   Zircônia   Aluminato de cálcio   Bioatividade

Resumo

O presente estudo terá por objetivo avaliar a influência dos aditivos quitosana, zircônia e hidroxiapatita na bioatividade do cimento de aluminato de cálcio (CAC) à cavidade retrógrada, quando em contato com solução à base de fosfato (STF). Cem incisivos inferiores bovinos, serão selecionados e instrumentados até a lima F5 do sistema ProTaper Universal e adaptados a um dispositivo para realização da apicectomia e retropreparo (1,5 mm de diâmetro e 2 mm de profundidade). Os dentes serão divididos em cinco grupos, de acordo com os cimentos utilizados para retrobturação: agregado de trióxido mineral (MTA), CAC, CAC+quitosana (CACq), CAC+zircônia (CACz), CAC+hidroxiapatita (CACh); e dois subgrupos, de acordo com o contato STF (n=10): A - com STF e B - sem STF. As raízes retrobturadas serão mantidas em estufa (37oC) por 3 horas. Dez raízes retrobturadas de cada cimento serão adaptadas à um microtubo contendo gaze umedecida em água destilada (trocada a cada três dias) e mantidas em estufa (37oC) por 14 dias (subgrupo A). Dez raízes retrobturadas de cada cimento serão adaptadas à um microtubo contendo STF (trocada a cada três dias) e mantidas em estufa (37oC) por 14 dias (subgrupo B). As raízes serão seccionadas perpendicularmente ao seu longo eixo para a obtenção de discos de 1,5 mm de espessura da porção apical. Para a avaliação da bioatividade, 10 discos do subgrupo A e 10 discos do subgrupo B de cada cimento serão avaliados quanto ao precipitado formado sobre os cimentos por microscopia eletrônica de varredura (MEV), espectroscopia de energia dispersiva de raios X (EDS-X), e espectrometria no infravermelho por transformada de Fourier (FTIR) e as soluções avaliadas quanto à concentração hidrogeniônica (pH) e liberação de Ca+2 por espectrometria de absorção atômica com chama (AAS). Os dados de EDS-X, FTIR e AAS serão analisados quantitativamente de acordo com o teste estatístico mais adequado. As imagens obtidas em MEV serão analisadas qualitativamente. Os resultados deste estudo contribuirão para identificar as alterações físico-químicas das novas formulações do cimento de aluminato de cálcio, simulando as condições fisiológicas. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)