Busca avançada
Ano de início
Entree

Mobilização do trabalho e exportação de capitais: a Vale S/A em Moçambique

Processo: 17/03919-6
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Mestrado
Vigência (Início): 13 de junho de 2017
Vigência (Término): 12 de dezembro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Geografia - Geografia Humana
Pesquisador responsável:Carlos de Almeida Toledo
Beneficiário:Viviane Alves Vieira
Supervisor no Exterior: Ines Macamo Raimundo
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : Universidade Eduardo Mondlane (UEM), Moçambique  
Vinculado à bolsa:16/05055-6 - Os reassentamentos da Vale em Moçambique: um estudo sobre mobilização do trabalho e o trabalho supérfluo, BP.MS
Assunto(s):Geografia econômica

Resumo

Esse projeto tem como objetivo a realização de estágio de pesquisa em Moçambique, parte fundamental para aprofundamento teórico e para execução do trabalho de campo da pesquisa que vem sendo desenvolvida na forma de mestrado, vinculada ao Programa de Pós-Graduação em Geografia Humana da Universidade de São Paulo (USP). A pesquisa é intitulada Mobilização do trabalho e exportação de capitais: a Vale S/A em Moçambique, orientado pelo Professor Doutor Carlos de Almeida Toledo e tem financiamento da FAPESP. O estágio deve ser realizado no Centro de Análises Políticas (CAP), na Universidade Eduardo Mondlane (UEM), em Maputo, supervisionado pela docente Inês Macamo Raimundo, doutora em Migrações Forçadas. O trabalho de campo será realizado em Moatize, na província de Tete, nossa área de estudo, cujas análises estão em torno da exploração de carvão mineral pela empresa Vale S/A e em como tal atividade transforma as práticas de socialização entre camponeses de Moatize, sobretudo os que foram reassentados após concessão do uso da terra pelo Estado moçambicano para a empresa. Dentre outros aspectos da pesquisa, consideramos as particularidades da relação para darmos continuidade dos estudos do processo de mobilização do trabalho (Gaudemar, 1977) em Moatize. Entendemos a mobilização do trabalho (Gaudemar, 1977) enquanto parte do processo de territorialização do capital, por isso faz-se necessário refletir sobre as relações que envolvem trabalho e dinheiro no processo de modernização. Nesse período buscaremos ainda acompanhar debates e estudos em torno da temática que envolve o tema, bem como atualizarmos nossa bibliografia sobre especificidades das relações naquele país.