Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização de uma nova mutação com perda de função do gene KMT2D em camundongos

Processo: 16/23659-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2017
Vigência (Término): 31 de maio de 2020
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Patologia Animal
Pesquisador responsável:Claudia Madalena Cabrera Mori
Beneficiário:Pedro Kenzo Yamamoto
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Modelos animais   Camundongos mutantes   Mutação   Fenótipo

Resumo

O camundongo mutante recessivo denominado bate-palmas (bapa) originou-se de um projeto de mutagênese química induzida por N-ethyl-N-nitrosourea (ENU). Os bapa apresentam incoordenação motora, evidenciada por alterações posturais com movimentos anormais dos membros posteriores quando levantado pela cauda. No sequenciamento do exoma identificou-se como forte candidato uma mutação no gene lysine (K)-specific methyltransferase 2D (KMT2D) no cromossomo 15. Essa mutação foi confirmada por sequenciamento do DNA pelo método de Sanger. Mutações com perda de função no gene KMT2D, localizado no cromossomo 12 ou no gene KDM6A, localizado no cromossomo X de humanos, foram descritas causando a síndrome de Kabuki, uma anomalia congênita rara, autossômica dominante, também conhecida como síndrome Niikawa-Koruki. O fenótipo clínico da doença é variável, mas algumas características como face dismórfica, anormalidades esqueléticas, alterações dermatoglíficas, leve a moderado retardo mental e retardo do crescimento pós-natal, podem ser identificadas. Assim, a caracterização do fenótipo dos camundongos mutantes por meio de análises comportamentais, da avaliação da proliferação celular in vivo e de exames radiográficos poderá auxiliar na validação funcional da mutação bapa. Para tanto, serão avaliados camundongos de ambos os sexos, a partir das quatro semanas de idade, sendo 42 bapa e 42 BALB/c do grupo controle. Os testes comportamentais serão realizados por observação direta e ordenados por parâmetro avaliado, na seguinte sequência: 1) atividade geral e sistema sensorial: frêmito vocal, irritabilidade, reflexo auricular, aperto de cauda, reflexo corneal e resposta ao toque; 2) testes psicomotores: contorção, trem posterior, reflexo de endireitamento, tônus corporal e força de agarrar; 3) avaliação dos sistemas nervoso central e autônomo: tremores, convulsões, cauda em pé, sedação, anestesia, ataxia, ptose, lacrimação, micção e defecação. Também será avaliada a ansiedade pelo teste de Labirinto em Cruz Elevado, a coordenação motora utilizando-se teste da Trave Elevada e estado tipo depressivo pelos testes de suspensão pela cauda e nado forçado. Com o intuito de verificar se os bapa apresentam alterações esqueléticas semelhantes às descritas na literatura, os animais serão radiografados e comparados com seus controles. O teste de proliferação celular in vivo com BrdU (5-bromo-2'-deoxiuridina) será utilizado para verificar possíveis alterações na neurogênese dos camundongos mutantes. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
YAMAMOTO, PEDRO K.; DE SOUZA, TIAGO A.; ANTIORIO, ANA T. F. B.; ZANATTO, DENNIS A.; GARCIA-GOMES, MARIANA DE SOUZA A.; ALEXANDRE-RIBEIRO, SANDRA R.; OLIVEIRA, NICASSIA DE SOUZA; MENCK, CARLOS F. M.; BERNARDI, MARIA M.; MASSIRONI, SILVIA M. G.; MORI, CLAUDIA M. C. Genetic and behavioral characterization of a Kmt2d mouse mutant, a new model for Kabuki Syndrome. GENES BRAIN AND BEHAVIOR, v. 18, n. 8 NOV 2019. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.