Busca avançada
Ano de início
Entree

Análises das cores das flores de uma comunidade de campo rupestre conforme o sistema de visão dos polinizadores

Processo: 17/01663-4
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 15 de maio de 2017
Vigência (Término): 14 de agosto de 2017
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia
Pesquisador responsável:Leonor Patricia Cerdeira Morellato
Beneficiário:Maria Gabriela Gutierrez de Camargo
Supervisor no Exterior: Klaus-Rudolf Lunau
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro, SP, Brasil
Local de pesquisa : Heinrich Heine University Düsseldorf (HHU), Alemanha  
Vinculado à bolsa:15/10754-8 - Variação espácio-temporal no espectro de cores de flores conforme a visão dos polinizadores, BP.PD

Resumo

A cor das flores é considerada um dos principais meios de comunicação entre as plantas e seus polinizadores. A diversidade de cores das flores pode ser resultado da pressão seletiva exercida pelos polinizadores, que apresentam uma variada gama de sistemas visuais, diferindo na forma de percepção e seleção das cores. Entretanto, a diversidade das cores está diretamente relacionada à composição e estrutura da vegetação e pode ser um fator determinante em ambientes naturalmente heterogêneos, como os campos rupestres. Esta vegetação representa um mosaico vegetacional característico de regiões montanhosas, com alta diversidade de espécies e elevado grau de endemismo, oferecendo um ambiente natural único para investigar a diversidade dos padrões de cores das flores. No período do estágio no exterior a pós-doutoranda irá analisar dados de refletância de flores de 390 espécies de plantas coletados em uma área de campo rupestre da porção sul da Cadeia do Espinhaço (Serra do Cipó, MG). As cores das flores e seu contraste com o segundo plano de folhas serão analisados conforme os modelos descritos para os diferentes sistemas de visão dos principais grupos de polinizadores da área de estudo. Os resultados obtidos, além de serem novos para os Neotrópicos, são a base do projeto principal da pós-doutoranda, e irão compor o primeiro artigo relacionado ao mesmo, que tem como objetivos: (i) descrever o padrão de diversidade de cores das espécies de campo rupestre e comparar com padrões descritos anteriormente para outras vegetações; (ii) verificar se as cores e contrastes se agrupam conforme os sistemas de visão de seus potenciais polinizadores. Esperamos que os diferentes sistemas de visão dos visitantes florais afetem o padrão de cores de flores dos campos rupestres.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
GUTIERREZ DE CAMARGO, MARIA GABRIELA; LUNAU, KLAUS; BATALHA, MARCO ANTONIO; BRINGS, SEBASTIAN; GARCIA DE BRITO, VINICIUS LOURENCO; CERDEIRA MORELLATO, LEONOR PATRICIA. How flower colour signals allure bees and hummingbirds: a community-level test of the bee avoidance hypothesis. NEW PHYTOLOGIST, v. 222, n. 2, p. 1112-1122, APR 2019. Citações Web of Science: 2.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.