Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo do processo de fretting em ligas beta de titânio de baixo módulo para uso em implantes modulares

Processo: 17/05317-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2017
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2017
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica
Pesquisador responsável:Claudemiro Bolfarini
Beneficiário:Thiago Takehara Ishikawa
Instituição-sede: Centro de Ciências Exatas e de Tecnologia (CCET). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/05987-8 - Processamento e caracterização de ligas metálicas amorfas, metaestáveis e nano-estruturadas, AP.TEM
Assunto(s):Fadiga   Biomateriais   Titânio

Resumo

As ligas de titânio do tipo beta vêm mostrando uma perspectiva promissora sob o ponto de vista do setor de implantes ortopédicos em razão do módulo de elasticidade mais próximo ao do osso quando comparado à consolidada liga Ti-6Al-4V e também pela ausência de elementos químicos potencialmente patogênicos. No entanto, a geração de detritos metálicos principalmente em implantes modulares é comum quando o sistema está sujeito a uma movimentação, caracterizando o mecanismo de fretting. O desgaste superficial pode ainda ter um efeito sinérgico com o meio quando este for agressivo, que é o caso dos implantes. O efeito clínico dos detritos oriundos dos materiais dos dois componentes depende do grau de sensibilidade de cada paciente, sendo muito comum a ocorrência de necrose na região do implante. Este trabalho tem por objetivo avaliar o fenômeno de fretting em sistemas constituídos por diferentes ligas de Ti do tipo beta em contato com uma liga Co-Cr-Mo mediante a realização de ensaios de fadiga em meio salino, avaliação das superfícies de cada material por microscopia e análise da solução empregada como meio de ensaio.