Busca avançada
Ano de início
Entree

Natação e antocianinas na histologia hepática e pancreática de Ratos Wistar tratados com dieta hipercalórica

Processo: 16/10016-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2017
Vigência (Término): 30 de abril de 2018
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Patologia Animal
Pesquisador responsável:Lizandra Amoroso
Beneficiário:Matheus Nobile
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal, SP, Brasil
Assunto(s):Pâncreas   Morfometria   Composição corporal   Exercício físico   Obesidade   Fígado

Resumo

O excesso de gordura corporal pode influenciar a morfologia hepática e pancreática em animais que consomem dietas industrializadas. Desta forma, sugerimos o presente projeto com o objetivo de avaliar os efeitos do exercício físico aeróbio e do extrato seco de laranja vermelha Citrus sinensis (L.) Osbeck sobre a histologia hepática e pancreática de ratos Wistar, machos, tratados com dieta hipercalórica. O total de 84 animais será alocado no Biotério de manutenção, e dividido em sete grupos que consistirão em ração comercial (controle); dieta hipercalórica; dieta controle associada ao fitoterápico (laranja vermelha); dieta hipercalórica e fitoterápico; dieta controle e natação; dieta hipercalórica e natação, e, dieta hipercalórica + natação + fitoterápico. Desde o início do experimento, os ratos serão pesados semanalmente. Os grupos que praticarem treinamento físico passarão por duas semanas de adaptação até que atinjam 30 minutos de atividade diária. No início e no final do experimento será avaliada a composição corporal de todos os grupos no equipamento Hologic, Discovery Wi que consistirá em porcentagem de gordura (%), quantidade de gordura corporal (g) e quantidade de massa magra (g). Nas mesmas idades os animais serão pesados, eutanasiados para a coleta do fígado e pâncreas, que também serão pesados para cálculo do peso relativo. Amostras desses órgãos serão fixadas em solução de formol 4%, processadas à rotina histológica e coradas com Hematoxilina-Eosina (HE). As lâminas histológicas obtidas serão fotografadas e analisadas à morfometria. No fígado, será mensurada a área dos lóbulos hepáticos e o número de hepatócitos, e no pâncreas, a área dos ácinos pancreáticos e das ilhotas pancreáticas. Com isso, será investigado se a laranja vermelha tem ação preservadora da morfologia desses órgãos mesmo em animais que se alimentam de dieta hipercalórica.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.