Busca avançada
Ano de início
Entree

"estudo da resposta a antifúngicos e da interação fungo-hospedeiro do dermatófito Trichophyton rubrum utilizando diferentes modelos de infecção"

Processo: 17/04106-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de abril de 2017
Vigência (Término): 31 de outubro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Molecular e de Microorganismos
Pesquisador responsável:Ana Lucia Fachin Saltoratto
Beneficiário:Mariana Heinzen de Abreu
Instituição-sede: Universidade de Ribeirão Preto (UNAERP). Campus Ribeirão Preto. Ribeirão Preto, SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:16/22701-9 - "estudo da resposta a antifúngicos e da interação fungo-hospedeiro do dermatófito Trichophyton rubrum utilizando diferentes modelos de infecção", AP.R
Assunto(s):Queratinócitos   Antifúngicos   Expressão gênica   Macrófagos

Resumo

Trichophyton rubrum é o agente causador mais frequente de dermatomicoses superficiais no Brasil e no mundo. Os dermatófitos são fungos queratinolíticos, que tem a capacidade de utilizar diversas proteínas do hospedeiro (principalmente queratina) como fonte de nutriente na pele, unha e cabelos. Além disso, estas infecções também acometem pacientes imunocomprometidos, podendo se comportar de maneira invasiva ocasionando infecções graves. Apesar da importância clínica das infecções provocadas por T. rubrum, os processos moleculares da relação fungo-hospedeiro não foram totalmente compreendidos. O dermatófito T.rubrum é capaz de modular a resposta imune inata da célula hospedeira ocasionando o não reconhecimento do patógeno pelo sistema de defesa celular, diminuindo a resposta imunológica humana, facilitando o processo infeccioso. Os microRNAs, são pequenos RNA regulatórios não codificantes, que tem sido identificados como parte importante da resposta imune a uma variedade de patógenos, modulando principalmente a intensidade da resposta inflamatória, podendo ser um potente alvo terapêutico. Na tentativa de melhor compreender a complexa relação fungo-hospedeiro se faz necessária à utilização de modelos apropriados de infecção in vitro, entre os quais estão descritos a utilização de queratinócitos do estrato córneo da pele, macrófagos, o uso de fragmentos de unhas, explantes de pele proveniente de cirurgia plástica, além dos modelos que consistem na adição de proteínas como elastina e queratina em meio de cultura. Adicionalmente, o conhecimento sobre fatores de virulência fúngica envolvidos na infecção do hospedeiro podem ser utilizados como alvos para o desenvolvimento de novos antifúngicos. Atualmente, há poucas drogas no mercado e seus alvos são limitados em virtude das semelhanças compartilhadas entre células fúngicas e de mamíferos. A procura por novos antifúngicos de origem natural com novos alvos específicos é cada vez maior, devido a um aumento na freqüência de doenças infecciosas, como também o surgimento de linhagens resistentes ao tratamento atual. O objetivo desse projeto é analisar os eventos celulares e moleculares da resposta a antifúngicos e da interação fungo-hospedeiro no dermatofito T. rubrum utilizando diferentes modelos de infecção (meio de cultura adicionado de substratos proteicos, linhagens de queratinocitos e macrófagos humanos). Através dos resultados obtidos, espera-se identificar alvos moleculares que possam ser explorados por novos antifúngicos, no intuito de desenvolver compostos mais eficazes e específicos para o tratamento das dermatofitoses.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.