Busca avançada
Ano de início
Entree

Cultura da cana-de-açúcar como fonte de emissão de compostos reativos de nitrogênio e seu papel no ambiente

Processo: 16/05706-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2017
Vigência (Término): 31 de março de 2020
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Analítica
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Arnaldo Alves Cardoso
Beneficiário:Carolina Gomes da Rocha
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:15/18790-3 - Consequências ambientais da conversão pastagem-cana-de-açúcar e intensificação de pastagens, AP.PFPMCG.TEM
Bolsa(s) vinculada(s):18/18831-0 - Determinação das taxas de deposição de nitratos orgânicos em solos e folhas das plantas utilizando o método da câmara dinâmica, BE.EP.DR
Assunto(s):Cana-de-açúcar   Química ambiental

Resumo

A cana-de-açúcar desempenha papel de destaque na economia atual do Brasil e conta com projeções de crescimento para os próximos anos principalmente devido ao uso do etanol biocombustível como alternativa energética. Entretanto, uma problemática relevante em relação à produção do etanol refere-se ao possível aumento massivo nas emissões de compostos de nitrogênio reativo, tais como NH3, NO e NO2 para a atmosfera, devido à utilização de fertilizantes nitrogenados no processo de cultivo. Estes compostos podem sofrer transformações para outras espécies gasosas, tais como o ácido nítrico (HNO3), fotocatalisar a formação de ozônio troposférico, ou mesmo nuclear partículas como o nitrato de amônio (NH4NO3) formando material particulado fino, associado à problemas de saúde respiratório em humanos. Com o aumento das emissões, as taxas de deposição destes compostos para a superfície também se elevam, provocando uma série de problemas ambientais, como acidificação de ecossistemas aquáticos, intemperismo do solo e perda de biodiversidade. Assim, considerando-se a escassez de informações relativas aos fluxos de emissões de NO, NO2 e NH3 provenientes de fertilizantes nitrogenados utilizados em culturas de cana-de-açúcar e seus impactos, neste projeto, amostradores passivos e ativos serão desenvolvidos/adaptados para o monitoramento desses gases emitidos em um sítio agrícola dedicado ao cultivo da cana-de-açúcar na região de Araraquara durante um ciclo completo de cultivo desta cultura. As condições climáticas e de manejo da cultura serão avaliados e relacionados com os fluxos de emissão medidos. Por fim, pretende-se estimar a contribuição e o efeito dessas emissões de gases reativos e partículas provenientes da área agrícola monitorada na composição química da atmosfera local e também na deposição seca e úmida de espécies químicas para o solo e águas superficiais. (AU)