Busca avançada
Ano de início
Entree

Otimização da produção de enzimas fibrolíticas fúngicas por resíduos agroindustriais e suas aplicações na indústria do etanol

Processo: 17/03126-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2017
Vigência (Término): 30 de novembro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Pesquisador responsável:Pedro de Oliva Neto
Beneficiário:Natalie Stephanie Sawada Nunes
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Letras (FCL-ASSIS). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Assis. Assis , SP, Brasil
Assunto(s):Resíduos agroindustriais   Bioprocessos   Hidrólise

Resumo

Os resíduos gerados a partir de atividades agrícolas são ricos em celulose hemicelulose e lignina. Essas matérias-primas podem servir como substrato para a obtenção de enzimas fibrolíticas, através de bioprocessos realizados por micro-organismos selecionados. Alguns parâmetros de cultivo como a formulação de meios de cultura, econômicos e eficientes, a partir de resíduos fibrolíticos para otimização do processo de produção de enzimas, são importantes pois agregam valor a eles. As enzimas serão posteriormente utilizadas na hidrólise da parede celular das leveduras para desfloculação dessas, sem afetar a viabilidade, e diminuindo o seu efeito negativo na fermentação. Um delineamento estatístico de misturas será utilizado para mostrar qual dos substratos utilizados (resíduo de produção de cogumelo 60-100%; polpa cítrica 0-40% e farelo de trigo 0-20%) possui maior influência na produção de xilanases e celulases, mananase e protease, a partir da fermentação submersa destes resíduos com o fungo Trichoderma reesei QM9414. A produção de enzimas fúngicas utilizando resíduo da produção de cogumelo não é encontrada na literatura, bem como sua utilização na hidrólise da parede celular de leveduras é pouco estudada. (AU)