Busca avançada
Ano de início
Entree

Reconectando os nexos: experiências e aprendizado de jovens brasileiros sobre alimentos-água-energia

Processo: 17/06876-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2017
Vigência (Término): 30 de abril de 2019
Área do conhecimento:Interdisciplinar
Convênio/Acordo: CONFAP ; Newton Fund, com FAPESP como instituição parceira no Brasil ; ESRC, UKRI
Pesquisador responsável:Mauricio Cesar Delamaro
Beneficiário:Gabriel da Silva Silveira
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia (FEG). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Guaratinguetá. Guaratinguetá , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:15/50226-0 - (Re)connect the nexus: young Brazilians' experiences of and learning about food-water-energy, AP.TEM
Assunto(s):Sustentabilidade   Análise multivariada   Educação ambiental

Resumo

Uma pesquisa recente sobre o nexo em alimentos-água-energia tende a se concentrar em fluxos (por exemplo, de alimentos entre produtores e consumidores) e formas de governar o nexo. No entanto, existe uma necessidade real de entender como as pessoas entendem, experienciam, aprendem e participam do nexo alimento-água-energia em suas vidas cotidianas. É só assim que será possível abordar questões cruciais em termos de igualdade de acesso ao nexo recursos, resiliência às ameaças, e o papel da educação na resposta às necessidades e aspirações das diversas comunidades. No Brasil, como em outros países semelhantes, os jovens são um grupo muito importante, tanto demográfica quanto socialmente. No Brasil, os jovens (com idade entre 024) compõem 42% da população. Além disso, já sabemos que em diversos contextos globais os jovens são fundamentais em termos de garantir o acesso aos recursos (incluindo os nexos de recursos), a produtividade econômica, a coesão social, a resiliência social e a vida comunitária. Além disso, os jovens são muitas vezes os principais beneficiários de programas de educação especialmente a Educação para a Sustentabilidade, através do qual ambas as ameaças aos nexos e metas sustentáveis de desenvolvimento mais amplo são frequentemente abordadas. No entanto, há pouca pesquisa seja no Brasil ou globalmente sobre os jovens e suas interações com o nexo alimento-água-energia. O objetivo principal deste projeto é examinar os entendimentos, experiência-se participação dos jovens (com idade entre 1024) no nexo 'água-alimentos-energia' no Brasil. Centra-se nesta faixa etária pelo fato das crianças mais velhas e adultos mais jovens serem geralmente os principais alvos para a educação para a sustentabilidade, e como eles são suscetíveis de ter maior capacidade para o envolvimento com reflexão sobre o nexo do que as crianças mais jovens. Para alcançar este objetivo, o projeto irá abordar três conjuntos de questões de pesquisa com enorme potencial para ambos os impactos acadêmicas e sociais. 1: Quais são os entendimentos, experiências e participação no nexo "alimento-água-energia" dos jovens (com idade entre 1024) no Brasil? Centrando-se no Estado de São Paulo com um estudo de caso, como é que estes variam em termos de sua diversidade geográfica (urbana, suburbana, rural) e socioeconômica de posicionamento (centrando-se sobre idade, sexo, classe e etnia)? Em meio às complexidades do nexo alimento-água-energia, quais são as principais prioridades para os jovens, suas famílias e comunidades? Como os jovens são incluídos (ou não) no acesso a partes do nexo? 2: Qual é o papel da variante e reconexão em compromissos dos jovens com o nexo alimento-água-energia? Em outras palavras, quais são as escolhas diárias que os jovens com outros adultos deve fazer em, por exemplo, escolher entre a comida, água ou energia que alimentam seus corpos, lares e serviços públicos? O que significa que os jovens têm conexões 'mais distantes' ou 'mais próximas' com os alimentos em um contexto brasileiro e se o princípio de "reconexão", tão importante para o EFS e outros programas de desenvolvimento sustentável têm relevância? Até que ponto os desafios das experiências dos jovens (talvez do Primeiro Mundo) sobre o estado dos componentes do nexo (ou seja, o que são alimentos, água e energia) se aplicam nesses contextos? 3: Como a Educação para a Sustentabilidade no Brasil deve abordar especificamente o nexo alimento-água-energia? Até que ponto se pode aprender sobre como o nexo apoia os próprios jovens em seus entendimentos, experiências e participação em termos de alimento-água-energia? (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.