Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo de quitosanas e derivados hidrofílicos por RMN no domínio do tempo

Processo: 16/20970-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2017
Situação:Interrompido
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Analítica
Pesquisador responsável:Luiz Alberto Colnago
Beneficiário:William Marcondes Facchinatto
Instituição-sede: Embrapa Instrumentação Agropecuária. Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA). Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Brasil). São Carlos , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):19/11135-0 - Micelas a base do derivado de quitosana N-(hidroxi)-propil-3-trimetilamônio, O-palmitoil carregadas com clotrimazol: preparação, caracterização e avaliação in vitro contra espécies de candidíase, BE.EP.DR
Assunto(s):Quitosana   Espectroscopia   Ressonância magnética nuclear

Resumo

A quitosana (Ch) é um copolímero linear obtido de fonte natural, frequentemente estudado para aplicações biotecnológicas, mas que possui solubilidade limitada em valores de pH < pKa. A derivatização das cadeias de Ch, por sua vez, com cadeias hidrofílicas de poli(etileno glicol) ou através da inserção de grupos -N(CH3)+ do substituinte glicidiltrimetilamônio nas unidades GlcN, não somente favorece o aumento da solubilidade da Ch para valores de pH neutro e alcalino como aumenta a bioviabilidade in vivo, biocompatibilidade, imunogenicidade, atividade antimicrobiana e mucoadesividade, propriedades estas especialmente úteis para aplicações biomédicas, em especial para liberação controlada de bioativos. A performance do biomaterial à base de Ch e derivados é muitas vezes afetada por parâmetros estruturais, como o grau médio e distribuição em bloco ou aleatória dos grupos acetamido (unidades GlcNAc), e da massa molar média das cadeias. Para tanto, existem atualmente diferentes técnicas e métodos analíticos para a caracterização da influência destes parâmetros sobre as propriedades da Ch e derivados em solução, bem como quanto à capacidade de interação das cadeias de Ch com íons métalicos para aplicações biológicas e ambientais. Entretanto, recentemente foi verificado que os processos de relaxação (T1 e T2) do solvente em soluções de Ch, determinado por RMN no Domínio do Tempo (RMN-DT) apresenta relação direta com propriedades coloidais da Ch. Assim, este trabalho visa explorar de forma sistêmica a relação estrutura/propriedade coloidal e a interação com íons paramagnéticos com Ch, produzidas a partir do processo DAIUS com diferentes características estruturais e físico-químicas, bem como dos derivados N-metoxipoli(etilenoglicol)-graft-quitosana (PCh) e N-(2-hidroxi)-propil-3-trimetilamônio quitosana (QCh) através de medidas de relaxação simultânea nos métodos CWFP e CP-CWFP, a fim de correlacionar os valores de T1 e T2 à estabilidade térmica, cristalinidade, variação do pH, viscosidade, potencial zeta e distribuição de diâmetro hidrodinâmico médio das macromoléculas em solução. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
CARDOZO, FLAVIO AUGUSTO; FACCHINATTO, WILLIAM MARCONDES; COLNAGO, LUIZ ALBERTO; CAMPANA-FILHO, SERGIO PAULO; PESSOA, ADALBERTO. Bioproduction of N-acetyl-glucosamine from colloidal alpha-chitin using an enzyme cocktail produced by Aeromonas caviae CHZ306. WORLD JOURNAL OF MICROBIOLOGY & BIOTECHNOLOGY, v. 35, n. 8 AUG 2019. Citações Web of Science: 0.
FACCHINATTO, WILLIAM MARCONDES; FIAMINGO, ANDERSON; DOS SANTOS, DANILO MARTINS; CAMPANA-FILHO, SERGIO PAULO. Characterization and physical-chemistry of methoxypoly (ethylene glycol)-g-chitosan. International Journal of Biological Macromolecules, v. 124, p. 828-837, MAR 1 2019. Citações Web of Science: 4.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.