Busca avançada
Ano de início
Entree

Papel do sistema nervoso autônomo parassimpático e simpático na modulação da sepse em ratos não anestesiados

Processo: 17/05163-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de abril de 2017
Vigência (Término): 30 de abril de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Helio Cesar Salgado
Beneficiário:Fernanda Brognara Penteado Dias
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/20549-7 - Avanços na regulação cardiocirculatória em condições fisiológica e fisiopatológica, AP.TEM
Bolsa(s) vinculada(s):18/16953-0 - A inervação vascular e simpática do Corpúsculo Carotídeo: está alterada na hipertensão?, BE.EP.DD
Assunto(s):Fisiologia cardiovascular   Sistema nervoso autônomo   Sistema nervoso parassimpático   Sistema nervoso simpático   Sepse   Lipopolissacarídeos   Barorreflexo   Modelos animais

Resumo

Têm sido descritas diversas vias neurais integrando o sistema nervoso autônomo (simpático e parassimpático) e o sistema imunológico. Uma delas destaca a importância da ativação parassimpática na inibição da resposta imune inata. Assim, considerando-se que a ativação barorreflexa produz ativação parassimpática e inibição da atividade simpática, a ativação deste reflexo poderia ter papel significativo na modulação da resposta inflamatória. Por outro lado, outra vertente propõe a regulação do sistema imune pela ativação simpática. Entretanto, estes mecanismos neurais propostos se originaram a partir de estudos com animais (ratos e camundongos) anestesiados. Destaca-se, então, que este projeto propõe investigar, por meio de modelos experimentais em ratos Wistar não anestesiados, os papeis relativos dos sistemas simpático e parassimpático na modulação da sepse induzida pela administração intravenosa do lipopolissacarídeo (LPS) extraído da Escherichia coli. Para tanto, estão sendo propostos os seguintes protocolos a serem desenvolvidos em ratos não anestesiados: 1) para o estudo do papel do barorreflexo, como ativador parassimpático e inibidor simpático, será realizada a estimulação elétrica do nervo depressor aórtico; 2) para o estudo do papel da ativação simpática, por meio da desativação barorreflexa (ativação simpática), será utilizada a oclusão bilateral das carótidas combinada, ou não, com a desnervação dos quimiorreceptores carotídeos e barorreceptores aórticos, bem como com o bloqueio farmacológico dos receptores ²-adrenérgicos utilizando propranolol. Espera-se com estes protocolos caracterizar, no rato não anestesiado, a participação individual, ou conjunta, dos sistemas simpático e parassimpático na modulação da sepse induzida por LPS. (AU)

Publicações científicas (4)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
CASTANIA, JACI A.; KATAYAMA, PEDRO L.; BROGNARA, FERNANDA; MORAES, DAVI J. A.; SABINO, JOAO PAULO J.; SALGADO, HELIO C. Selective denervation of the aortic and carotid baroreceptors in rats. Experimental Physiology, v. 104, n. 9, p. 1335-1342, SEP 2019. Citações Web of Science: 0.
BROGNARA, FERNANDA; CASTANIA, JACI AIRTON; MARTINS DIAS, DANIEL PENTEADO; KANASHIRO, ALEXANDRE; SALGADO, HELIO CESAR. Time Course of Hemodynamic Responses to Different Doses of Lipopolysaccharide in Unanesthetized Male Rats. FRONTIERS IN PHYSIOLOGY, v. 10, JUN 25 2019. Citações Web of Science: 0.
BROGNARA, FERNANDA; CASTANIA, JACI A.; DIAS, DANIEL P. M.; LOPES, ALEXANDRE H.; FAZAN, JR., RUBENS; KANASHIRO, ALEXANDRE; ULLOA, LUIS; SALGADO, HELIO C. Baroreflex stimulation attenuates central but not peripheral inflammation in conscious endotoxemic rats. Brain Research, v. 1682, p. 54-60, MAR 1 2018. Citações Web of Science: 4.
FAZAN, FREDERICO SASSOLI; BROGNARA, FERNANDA; FAZAN JUNIOR, RUBENS; MURTA JUNIOR, LUIZ OTAVIO; VIRGILIO SILVA, LUIZ EDUARDO. Changes in the Complexity of Heart Rate Variability with Exercise Training Measured by Multiscale Entropy-Based Measurements. Entropy, v. 20, n. 1 JAN 2018. Citações Web of Science: 5.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.