Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da comunidade microbiana de solos contaminados por atrazina

Processo: 17/03982-0
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2017
Vigência (Término): 30 de abril de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Pesquisador responsável:Eliana Guedes Stehling
Beneficiário:Ana Flavia Tonelli Scaranello
Supervisor no Exterior: Michael J. Sadowsky
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of Minnesota, St. Paul (U of M), Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:14/02806-5 - Desenvolvimento de consórcios bacterianos para biodegradação da atrazina, BP.DR
Assunto(s):Microbiologia ambiental   Microbiologia do solo   Sequenciamento de nova geração   Herbicidas   Atrazina

Resumo

O solo é considerado um importante recurso econômico e sua preservação é fundamental para a manutenção da vida. Possui uma grande diversidade de micro-organismos que exercem funções primordiais para a manutenção do ecossistema. Apesar de absorver uma grande quantidade de contaminantes sem sofrer transformações significativas, com o tempo essas transformações podem se tornar irreversíveis e de difícil recuperação. Uma das principais formas de degradação do solo é o uso inadequado de agroquímicos. A atrazina é um herbicida da família s-triazina, utilizado no controle de ervas de folhas largas, em culturas de milho, sorgo, soja e cana-de-açúcar. É considerado um herbicida moderadamente tóxico, sendo frequentemente detectado como poluente em águas superficiais e subterrâneas. O objetivo deste trabalho é verificar mudanças na comunidade bacteriana do solo, ocorridas em resposta a pressão seletiva exercida pela presença da atrazina. Para isto, o DNA total será extraído diretamente de amostras de solo previamente contaminadas por atrazina. O sequenciamento do 16S rRNA ribossomal será realizado para analisar a comunidade bacteriana das amostras de solo do estudo e o sequenciamento Survey será realizado para avaliar a diversidade bacteriana e detectar a abundância dos micro-organismos do solo estudado. qPCR dos genes de degradação da atrazina será realizado com o objetivo de verificar a presença de micro-organismos degradadores do herbicida. (AU)