Busca avançada
Ano de início
Entree

Fibras eletrofiadas de PVA-GSNO: preparação e atividade biológica

Processo: 17/04622-7
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Iniciação Científica
Vigência (Início): 07 de agosto de 2017
Vigência (Término): 06 de dezembro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Físico-química
Pesquisador responsável:Marcelo Ganzarolli de Oliveira
Beneficiário:Leonardo Pinheiro Giglio
Supervisor no Exterior: Alexander N. Zelikin
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Local de pesquisa: Aarhus University, Dinamarca  
Vinculado à bolsa:16/07741-4 - Malhas de politereftalato de etileno impregnadas com poliéster polinitrosado para a liberação tópica de óxido nítrico, BP.IC
Assunto(s):Biomateriais   Álcool de polivinil   Óxido nítrico   Eletrofiação   Bioatividade

Resumo

Polímeros capazes de liberar óxido nítrico (NO) de uma forma controlada são atualmente uma classe importante de materiais para aplicações biomédicas. Entre os polímeros hidrofílicos utilizados no campo biomédico, o álcool polivinílico ([CH2CHOH] n, PVA) oferece várias vantagens, incluindo fácil processabilidade e excelente biocompatibilidade (aprovado pelo FDA para uso clínico em seres humanos). A preparação de fibras de PVA através de electrospinning pode levar a um aumento significativo na área superficial, além de proporcionar um material altamente poroso que pode permitir o crescimento celular, aumentando a sua potencial aplicação para a liberação localizada de NO. O grupo do Prof. Alexander N. Zelikin na universidade de Aarhus, Dinamarca, demonstrou que o PVA pode ser sintetizado via transferência reversível de cadeia por adição-fragmentação (RAFT), o que permite a modulação e o controle do tamanho da cadeia e da estrutura polimérica, como a inclusão de outros grupos funcionais nas extremidades das cadeias poliméricas. Além disso, a funcionalização do PVA com o grupo amino (-NH2), permite a ligação de outros grupos específicos ao PVA via reação de carbodiimida. Neste projeto, usaremos a polimerização via RAFT para sintetizar o PVA com grupos NH2 na extremidade. Em seguida, será gerado o PVA-GSH através da reação do PVA-NH2 com glutationa (um tripeptídeo contendo sulfidrila). A solução de PVA-GSH será processada em fibras por electrospinning, sendo as fibras de PVA-GSH S-nitrosadas, para gerar PVA-GSNO. A GSNO livre é uma molécula doadora de NO endógena, portanto, espera-se que o PVA-GSNO exerça as mesmas atividades biológicas da GSNO. A atividade biológica deste novo biomaterial será testada contra células HeLa. Os resultados de dose-resposta da viabilidade celular para fibras de PVA-GSNO com diferentes cargas de SNO serão correlacionados com os seus perfis de liberação de NO medidos por quimioluminescência. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
PICHETH, GUILHERME F.; DA SILVA, LAURA C. E.; GIGLIO, LEONARDO P.; PLIVELIC, TOMAS S.; DE OLIVEIRA, MARCELO G. S-nitrosothiol-terminated Pluronic F127: Influence of microstructure on nitric oxide release. Journal of Colloid and Interface Science, v. 576, p. 457-467, SEP 15 2020. Citações Web of Science: 0.
GIGLIO, LEONARDO P.; PICHETH, GUILHERME F.; LOVSCHALL, KAJA BORUP; ZELIKIN, ALEXANDER N.; DE OLIVEIRA, MARCELO G. S-nitrosothiol-terminated poly(vinyl alcohol): Nitric oxide release and skin blood flow response. NITRIC OXIDE-BIOLOGY AND CHEMISTRY, v. 98, p. 41-49, MAY 1 2020. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.