Busca avançada
Ano de início
Entree

Explorações empírico-teóricas sobre a mundialização:cosmopolitismos, experiência e situação

Processo: 16/14083-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2017
Vigência (Término): 30 de abril de 2021
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Sociologia - Outras Sociologias Específicas
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Wagner Costa Ribeiro
Beneficiário:Estevão Mota Gomes Ribas Bosco
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):18/01178-1 - Sobre os fundamentos da teoria social cosmopolita: uma abordagem hermenêutico-sociológica da globalização da cultura, BE.EP.PD
Assunto(s):Sociologia ambiental

Resumo

O domínio de objeto deste projeto de pesquisa circunscreve a vinculação interna entre modernização e cosmopolitismo, recentemente estabelecida na teoria social. O propósito principal desta vinculação é o de abrir a teoria da modernização para a mundialização/globalização. Neste contexto, destacam-se os programas teóricos de Jürgen Habermas e Ulrich Beck. Apesar das respectivas inovações, eu argumento que esta abertura possui insuficiências nos planos teórico, metodológico e político-normativo. Tais insuficiências se devem à ancoragem de ambos os programas em uma modernização concebida apenas como racionalização social. Considerando estudos aplicados sobre o cosmopolitismo atual, voltados privilegiadamente para os temas midiatização da questão ambiental, identidade cultural e pós-colonialidade, duas hipóteses são delineadas. A primeira sugere um conceito de experiência da mundialização como experiência hermenêutica. A segunda sugere uma noção correspondente de situação, mediante um diálogo entre o conceito de situação hermenêutica de Hans-Georg Gadamer e o conceito de situação da fenomenologia social de Alfred Schütz e Thomas Luckmann. A estratégia metodológica distingue três etapas interpretativas e é orientada por um critério teórico-empírico. Esta pesquisa circula seletivamente pela filosofia das ciências sociais, a sociologia, a geografia, a antropologia, a ciência política e os estudos pós-coloniais. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
BOSCO, ESTEVAO; HARRIS, NEAL. From sociology to social theory: Critical cosmopolitanism, modernity, and post-universalism. INTERNATIONAL SOCIOLOGY, SEP 2020. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.