Busca avançada
Ano de início
Entree

Papel do treinamento físico aeróbico na plasticidade muscular em modelo experimental de insuficiência cardíaca por hipertensão pulmonar

Processo: 16/24284-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de junho de 2017
Situação:Interrompido
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia do Esforço
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Patricia Chakur Brum
Beneficiário:Janaina da Silva Vieira
Instituição-sede: Escola de Educação Física e Esporte (EEFE). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):18/24800-0 - Papel das subpopulações de receptores beta2-adrenérgicos na resposta distinta de músculos de contração lenta e rápida a hiperatividade simpática, BE.EP.MS
Assunto(s):Plasticidade muscular   Insuficiência cardíaca

Resumo

A insuficiência cardíaca (IC) é uma síndrome clínica de alta prevalência, associada à disfunção e atrofia do músculo esquelético (miopatia esquelética). Em fases mais avançadas da doença, a diminuição excessiva da massa muscular esquelética pode culminar em atrofia muscular que está diretamente relacionada com o mau prognóstico de pacientes com IC. A hipertensão pulmonar (HP) é a maior causa de IC direita não relacionada à disfunção do VE, com prevalência de 50% em pacientes com IC direita. No entanto, existe uma lacuna na literatura sobre a presença do quadro de miopatia esquelética na IC com disfunção do ventrículo direito (VD). Nas últimas décadas vem crescendo o número de evidências que apontam o treinamento físico aeróbico (TFA) como um importante coadjuvante no tratamento da IC, trazendo benefícios metabólicos e estruturais para os indivíduos portadores desta síndrome. De fato, trabalhos prévios do nosso grupo demonstraram que o TFA minimiza a miopatia esquelética tanto em pacientes como em modelos experimentais de IC com disfunção do VE. Contudo, o potencial efeito do treinamento físico sobre a patologia da IC direita ainda não esta completamente esclarecido, uma vez que tal intervenção deixou de ser proscrita a poucos anos nesta síndrome.Desta forma será objetivo desse projeto avaliar o impacto do TFA sobre a musculatura esquelética e cardíaca em camundongos com disfunção do VD. Em ratos, a monocrotalina (MCT) é reconhecida um modelo robusto de IC direita, por induzir um aumento da pós-carga no VD resultante da HP. Em camundongos são escassos os estudos com MCT e miopatia esquelética. Em estudo piloto, observamos que o tratamento com MCT por 4 meses foi eficiente em causar disfunção cardíaca associada a redução da tolerância ao esforço físico. Nesse sentido nosso projeto será dividido em duas partes: a) caracterização das alterações morfofuncionais no músculo esquelético e cardíaco em um modelo de IC direita induzida por HP e b) avaliação do efeito do TFA na função e estrutura do músculo esquelético e cardíaco desses animais. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.