Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos de processos locais e do isolamento espacial na montagem de comunidades aquáticas: uma simulação da intensificação no uso da terra

Processo: 17/04122-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2017
Situação:Interrompido
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia Teórica
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Luis Cesar Schiesari
Beneficiário:Rodolfo Mei Pelinson
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:15/18790-3 - Consequências ambientais da conversão pastagem-cana-de-açúcar e intensificação de pastagens, AP.PFPMCG.TEM
Bolsa(s) vinculada(s):18/07714-2 - Efeitos da intensificação no uso da terra sobre a similaridade e beta diversidade de comunidades aquáticas, BE.EP.DR
Assunto(s):Ecologia de comunidades   Metacomunidades   Agrotóxicos

Resumo

A intensificação no uso da terra tem o potencial de alterar o processo de montagem de comunidades aquáticas tanto por meio de modificações na paisagem terrestre por onde os organismos dispersam, quanto nas condições locais dos habitats aquáticos. Neste projeto propomos testar como a intensificação no uso da terra, e o isolamento espacial, afetam a montagem de comunidades aquáticas. Para tal realizaremos um experimento de campo no qual construiremos poças artificiais replicadas a diferentes distâncias de um corpo d´água fonte de colonizadores. Estas poças, que serão colonizadas livremente por anfíbios e insetos predadores, serão submetidas a diferentes filtros ambientais associados à intensificação no uso da terra: introdução de peixes predadores para a aquicultura, alterações no hidroperíodo, e aplicação de agroquímicos. Nossa expectativa é de que o isolamento espacial tem efeito negativo sobre taxas de ocupação, abundância e riqueza de espécies, especialmente para grupos com menor capacidade de dispersão, como anfíbios. Esperamos também que a imposição de filtros locais afete negativamente a abundância e riqueza de espécies, e altere a composição de espécies. Além disso, o efeito dos filtros locais deve interagir com o isolamento espacial, de forma que seus efeitos sejam menores em comunidades pouco isoladas, por causa da suplementação constante de migrantes; menores em comunidades muito isoladas, por causa de limitação de dispersão; e maiores em comunidades moderadamente isoladas, onde a limitação de dispersão não é nem baixa, permitindo que todas as espécies cheguem a todos os habitats, e nem alta, impedindo a recolonização constante de habitats não adequados. Assim, esse projeto tem o potencial de elucidar como o uso da terra pode alterar o processo de montagem de comunidades aquáticas. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.