Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos a curto e longo prazo de um programa de reabilitação domiciliar na capacidade funcional, força muscular periférica e qualidade de vida em pacientes com bronquiectasia: ensaio clínico controlado e randomizado

Processo: 17/03955-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de maio de 2017
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Pesquisador responsável:Simone Dal Corso
Beneficiário:Daniel Pereira Do Amaral
Instituição-sede: Universidade Nove de Julho (UNINOVE). Campus Vergueiro. São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:16/13756-4 - Efeitos a curto e longo prazo de um programa de reabilitação domiciliar na capacidade funcional, força muscular periférica e qualidade de vida em pacientes com bronquiectasia: ensaio clínico controlado e randomizado, AP.R
Assunto(s):Qualidade de vida   Reabilitação pulmonar   Capacidade funcional   Bronquiectasia

Resumo

Introdução: A reabilitação pulmonar domiciliar (RPD) vem sendo utilizada em pacientes com doença pulmonar obstrutiva crônica, asma e fibrose pulmonar, com resultados semelhantes aos observados na RP ambulatorial (RPA) como a melhora da capacidade física, sintomas e qualidade de vida. No entanto, este modelo ainda não foi investigado em pacientes com bronquiectasia, uma doença grave, progressiva e de elevado impacto socioeconômico. Objetivo: Investigar os efeitos a curto e longo prazo da RPD na capacidade funcional, força muscular periférica e qualidade de vida em pacientes com bronquiectasia. Métodos: Ensaio clínico controlado e randomizado com pacientes com diagnóstico de bronquiectasia, em acompanhamento Ambulatório de Doenças Obstrutivas do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HCFMUSP). Quarenta e oito pacientes, segundo cálculo amostral, serão randomizados em dois grupos: grupo controle (acompanhamento e orientações) e grupo treinamento, que realizará exercício aeróbio e resistido para membros inferiores e superiores por oito semanas, três vezes por semana. Todos os pacientes receberão um contato telefônico por semana e os alocados no grupo treinamento, adicionalmente, receberão uma visita domiciliar a cada 15 dias. Antes, imediatamente após as oito semanas de treinamento e após seis meses do término da RPD serão avaliadas a tolerância ao exercício e a capacidade funcional por meio do shuttle walk teste Incremental, shuttle walk teste endurance e do teste do degrau incremental, a qualidade de vida será avaliada por meio do Saint Georges`s Respiratory Questionnaire (SGRQ), a dispneia pela escala Medical Research Council, atividade física na vida diária por meio de um acelerômetro e a força muscular periférica por meio da técnica de uma repetição máxima. Resultados esperados: A RPD terá efeitos positivos na tolerância ao exercício e qualidade de vida. Além disso, o presente estudo subsidiará futuros guidelines sobre a recomendação de RPD para pacientes com bronquiectasia.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.