Busca avançada
Ano de início
Entree

Microcosmos e a atividade da microbiota do ciclo do metano e n (N2O) sob a influência da umidade em solos da Amazônia Oriental

Processo: 17/02635-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de junho de 2017
Vigência (Término): 01 de setembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Tsai Siu Mui
Beneficiário:Alexandre Pedrinho
Instituição-sede: Centro de Energia Nuclear na Agricultura (CENA). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/50320-4 - Dimensões US-BIOTA - São Paulo: pesquisa colaborativa: integrando as dimensões da biodiversidade microbiana ao longo de áreas de alteração do uso da terra em florestas tropicais, AP.BTA.TEM
Bolsa(s) vinculada(s):17/16757-4 - Uma visão do efeito da conversão de floresta em pastagem e da umidade do solo na emissão de N2O e na comunidade desnitrificantes, BE.EP.MS
Assunto(s):Desnitrificação   Metanogênese   Ecologia microbiana

Resumo

A Floresta Amazônica é considerada um grande hotspot de biodiversidade, desempenhando papel fundamental na biosfera terrestre. Apesar da região amazônica manter os maiores corpos d'água do mundo, contribuir com o controle da temperatura, precipitação e balanço de fluxo de gases atmosféricos, a mesma está sob contínua ameaça devido exploração comercial de madeira e atividade agropecuária. Neste cenário, ainda pouco se sabe sobre os efeitos da interferência antropogênica na microbiota do solo e nos processos desenvolvidos por micro-organismos nesse ambiente. Assim, este projeto de pesquisa tem como objetivo avaliar a hipótese de que a mudança de uso da terra e a umidade do solo alteram a conteúdo de carbono (C) e nitrogênio (N) presente no solo e, consequentemente, afetam o potencial funcional das comunidades microbianas metanogênicas e desnitrificantes e o fluxo de metano e óxido nitroso a partir do solo. Para tanto, o efeito da mudança de uso da terra e da umidade do solo sobre as comunidades microbianas metanogênicas e desnitrificantes será avaliado utilizando amostras de solo coletadas em campo e obtidas a partir de um experimento de microcosmo em laboratório com solo incubado sob diferentes teores de umidade. Analiticamente, PCR quantitativo em tempo real será utilizado para quantificar o número de cópias dos genes 16S rRNA de bactérias e arquéias e de genes funcionais microbianos (mcrA para arqueias metanogênicas e nirK, cnorB e nosZ para bactérias desnitrificantes) envolvidos na produção de metano e óxido nitroso, e cromatografia gasosa será empregada na determinação do fluxo desses gases em solos de áreas de floresta primária não perturbada, floresta secundária, pastagem e agricultura na região da Amazônia Oriental. Métodos computacionais e estatísticos serão utilizados para análise e integração do conjunto de dados. Os resultados esperados com o desenvolvimento deste projeto de pesquisa serão disseminados em eventos científicos e na forma de artigo científico a ser apresentado para publicação em periódico científico com corpo editorial. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.