Busca avançada
Ano de início
Entree

Pesquisa molecular de Mollicutes spp. e Mycoplasma bovis em amostras de leite de vacas com mastite clínica e em swabs nasais de seus respectivos bezerros

Processo: 17/05555-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2017
Vigência (Término): 30 de abril de 2018
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Medicina Veterinária Preventiva
Pesquisador responsável:Helio Langoni
Beneficiário:Brunna Mayla Vasconcelos Adorno
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Mastite bovina   Zoonoses   Reação em cadeia por polimerase (PCR)   Doenças respiratórias   Mycoplasma bovis

Resumo

Mycoplasma bovis é um micro-organismo presente à microbiota natural do trato respiratório de bovinos, contudo, é considerado um patógeno oportunista de extrema importância nas doenças respiratórias em bezerros. Além disso, pode ser responsável por causar diversas doenças no rebanho, como mastite em vacas, poliartrite, pneumonia, endometrite, entre outras. Como trata-se de um patógeno altamente contagioso, animais com mastite são potenciais disseminadores da infecção para outros animais, chegando a eliminar cerca de 106 a 108 UFC por mL de leite. O projeto em questão tem o objetivo de realizar a detecção molecular de Mycoplasma bovis em amostras de leite de vacas com isolamento microbiológico prévio de Mycoplasma spp. e também avaliar por biologia molecular (PCR) amostras de swab nasal de seus respectivos bezerros. Pretende-se associar a possível participação do patógeno nas mastites bovinas e como integrante da microbiota do trato respiratório dos bezerros. A extração do DNA de ambas as secreções será realizada utilizando-se o método de fervura descrito por Fan et al. (1994) e, a seguir as amostras serão submetidas à técnica de diagnóstico molecular: Reação em Cadeia da Polimerase (PCR). Serão utilizados primers genéricos no PCR para a amplificação do DNA de Molicutes e as amostras positivas serão submetidas a PCR para amplificação de M. bovis. (AU)