Busca avançada
Ano de início
Entree

O inventário de envolvimento paterno: verificação de conceitos teóricos e ampliação das evidências de validade do instrumento

Processo: 15/25053-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2017
Vigência (Término): 31 de março de 2020
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Fundamentos e Medidas da Psicologia
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Elizabeth Joan Barham
Beneficiário:Ligia de Santis
Instituição-sede: Centro de Educação e Ciências Humanas (CECH). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):17/27162-1 - Expandindo a avaliação do envolvimento paterno: modelo de equações estruturais, time diaries e comparações interculturais, BE.EP.DR
Assunto(s):Validade

Resumo

Pesquisadores vêm mostrando que o envolvimento paterno é influenciado pelas condições psicossociais de pais, mães e filhos, e que parece afetar o desenvolvimento saudável das crianças e dos pais. Um modelo teórico empiricamente testado e um instrumento psicometricamente sólido para medir este envolvimento contribuiriam para a qualidade do trabalho profissional nesta área. O Inventory of Father Involvement (IFI) foi adaptado para uso no Brasil (IFI-BR), e foram obtidas evidências iniciais de validade. Os objetivos do presente estudo são: (a) continuar o processo de validação do IFI-BR, (b) comparar as respostas impressas e on-line do instrumento e (c) avaliar um modelo teórico de envolvimento paterno. Cerca de 500 pais com filhos no Ensino Infantil e Fundamental 1 (de 2 a 10 anos, aproximadamente) responderão ao IFI-BR, um questionário sociodemográfico, uma segunda medida de envolvimento paterno (o Questionário de Engajamento Paterno ou o Inventário de Práticas Parentais), a Escala de Estresse Percebido, a Escala Marlowe-Crowne de Desejabilidade Social, o Inventário de Habilidades Sociais-Del Prette e a Escala de Comportamentos Sociais de Pré-Escolares. Em relação à validade do IFI-BR, serão investigadas sua confiabilidade interna (± de Cronbach), estrutura interna (análise fatorial) e correlações entre o IFI-BR e outras medidas. O modelo teórico será avaliado por meio de análise de pistas. Desta forma, pretende-se desenvolver versões impressas e on-line do IFI-BR para pais de crianças com dois graus de escolaridade (no Ensino Infantil e no Fundamental 1) e um modelo teórico empiricamente testado sobre o envolvimento paterno. Estas ferramentas contribuirão com a qualidade de trabalhos sobre a relação pai-filho. (AU)