Busca avançada
Ano de início
Entree

The Piauí Herald e o discurso parodista: o processo de impeachment em uma perspectiva humorística

Processo: 17/01190-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de junho de 2017
Vigência (Término): 31 de março de 2019
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Linguística - Teoria e Análise Lingüística
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Sirio Possenti
Beneficiário:Filipo Pires Figueira
Instituição-sede: Instituto de Estudos da Linguagem (IEL). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):18/03076-1 - Para uma perspectiva discursiva da paródia: a teoria da semântica global, BE.EP.MS
Assunto(s):Análise do discurso   Paródia   Humor

Resumo

Neste projeto de dissertação, buscarei desenvolver e aprofundar os estudos iniciados em minha iniciação científica, apresentada como monografia. Assim, me proponho a analisar, à luz das teorias do discurso, do riso e da psicanálise, as desnotícias do blog do The Piauí Herald. Desnotícia é um gênero discursivo recente, publicado em sites e blogs, que mimetisa a notícia fatual, retratando, sem pretensão de verdade, eventos reais. Parodiam, portanto, o campo discursivo jornalístico (e o gênero notícia), bem como os eventos que narram, a partir dos discursos jornalísticos produzidos sobre eles. Pressuponho que o humor, como campo discursivo, retrata e mobiliza o real de forma particular; logo, para estudar essa representação, o recorte do corpus da pesquisa se dará pela narrativa do processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff: selecionarei os textos publicados desde a aceitação do processo na Câmara dos Deputados, em dezembro de 2015, até sua votação final, realizada agosto de 2016. Meu objetivo é aprofundar a compreensão acerca da relação interdiscursiva estabelecida pelo discurso parodista das desnotícias do The Piauí Herald com os elementos que elas parodiam, o gênero discursivo notícia, o discurso jornalístico, e os acontecimentos resultantes do processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff. Este objetivo se organiza em três orientações distintas: (a) compreender em que medida o discurso parodista, principalmente da desnotícia, pode ser concebido ou se assemelhar a um simulacro; (b) compreender até que ponto a desnotícia é de fato uma paródia, quais os limites dessa definição e quais outros elementos humorísticos são também mobilizados, como a sátira ou a ironia; (c) por fim, pelos indícios das relações inusitadas estabelecidas nas narrativas desnoticiosas, compreender qual "outra verdade" é esta que as desnotícias enunciam, própria do discurso humorístico. Para tal, estudarei o emprego da cena de enunciação da notícia na construção da cenografia da desnotícia, em todos os níveis do discurso, e compararei as narrativas jornalísticas e humorísticas sobre o impeachment. (AU)