Busca avançada
Ano de início
Entree

Políticas habitacionais, percepções de desigualdade e mobilidade: uma análise a partir de pesquisa quanti-qualitativa

Processo: 17/06640-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2017
Vigência (Término): 30 de abril de 2018
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Antropologia - Antropologia Urbana
Pesquisador responsável:Adrian Gurza Lavalle
Beneficiário:Isabella Hay Ide
Instituição-sede: Centro Brasileiro de Análise e Planejamento (CEBRAP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/07616-7 - CEM - Centro de Estudos da Metrópole, AP.CEPID
Assunto(s):Habitação   Periferia   Política social   Política habitacional   Políticas públicas   Porto Alegre (RS)   São Paulo (SP)

Resumo

Este projeto aborda as dimensões sociais, políticas, econômicas, territoriais e subjetivas das políticas habitacionais no Brasil contemporâneo. Baseando-se em metodologia quanti-qualitativo e em pesquisa comparativa realizada nas cidades de Porto Alegre e São Paulo, o projeto visa analisar os dados socioeconômicos e de percepção de beneficiários do Programa Minha Casa Minha Vida, levantados por meio de questionários aplicados em janeiro de 2017 no âmbito de pesquisa do CEM. Responde-se a duas questões centrais: como as pessoas se relacionam e criticamente avaliam o desenho e implementação de uma política social habitacional? Como elas re-conceituam suas vidas nas novas unidades habitacionais? Um olhar quanti-qualitativo e longitudinal sobre as políticas públicas em suas várias dimensões de governança é fundamental para entendermos os impactos dessas tecnologias de intervenção nas vidas das pessoas. (AU)