Busca avançada
Ano de início
Entree

Significado ambiental do magnetismo em espeleotemas

Processo: 16/24870-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2017
Situação:Interrompido
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geofísica
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Ricardo Ivan Ferreira da Trindade
Beneficiário:Plinio Francisco Jaqueto
Instituição-sede: Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):19/06709-8 - Magnetismo em espeleotemas do Último Máximo Glacial até o Holoceno na América do Sul, BE.EP.DR
Assunto(s):Mudança climática

Resumo

Espeleotemas fornecem registros paleoambientais longos e contínuos com uma resolução tipicamente na escala de anos a centenas de milhares de anos. Os primeiros estudos magnéticos de espeleotemas tinham como objetivo o estudo da variação secular do campo geomagnético. No entanto, os avanços recentes na instrumentação magnética e nas técnicas de magnetismo ambiental permitiram atingir alta resolução temporal, semelhante àquela dos registros isotópicos. De acordo com os mais recentes estudos, os dados magnéticos em espeleotemas podem ser utilizados como indicadores de paleoprecipitação e de dinâmica dos solos. Mas o desenvolvimento de traçadores magnéticos paleoambientais em estalagmites é ainda incipiente e requer entre outros parâmetros um melhor controle das fontes e processos de transferência de minerais magnéticos no sistema cárstico, desde o solo até sua deposição no espeleotema. Este projeto tem como objetivo fornecer essas informações, usando as técnicas mais avançadas para investigar em alta resolução a variação da mineralogia magnética em estalagmites e solos em quatro alvos no Brasil (nos estados de Bahia, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul). Os principais objetivos do projeto são: (1) construir um banco de dados de propriedades magnéticas de estalagmites e solos e compará-lo com dados climáticos e pedológicos locais (2) investigar em detalhe a transferência dos minerais magnéticos e do ferro em forma iônica desde o solo até a caverna (3) desvendar os mecanismos responsáveis pela variação no conteúdo de minerais magnéticos em estalagmites nas escalas secular e milenar, de modo a validar um novo traçador de paleoprecipitação e dinâmica de solos em regiões cársticas. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
TRINDADE, RICARDO I. F.; JAQUETO, PLINIO; TERRA-NOVA, FILIPE; BRANDT, DANIELE; HARTMANN, GELVAM A.; FEINBERG, JOSHUA M.; STRAUSS, BECKY E.; NOVELLO, VALDIR F.; CRUZ, FRANCISCO W.; KARMANN, IVO; CHENG, HAI; EDWARDS, R. LAWRENCE. Speleothem record of geomagnetic South Atlantic Anomaly recurrence. PROCEEDINGS OF THE NATIONAL ACADEMY OF SCIENCES OF THE UNITED STATES OF AMERICA, v. 115, n. 52, p. 13198-13203, DEC 26 2018. Citações Web of Science: 2.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.