Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência do diabetes induzido por dieta no desenvolvimento de gliose hipotalâmica em adolescentes com obesidade

Processo: 17/00657-0
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2017
Vigência (Término): 30 de novembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Pesquisador responsável:Leticia Esposito Sewaybricker
Beneficiário:Leticia Esposito Sewaybricker
Anfitrião: Ellen Anne Schur
Instituição-sede: Fundação de Desenvolvimento da UNICAMP (FUNCAMP). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of Washington, Estados Unidos  
Assunto(s):Hipotálamo   Imagem por ressonância magnética   Pediatria   Obesidade pediátrica   Gliose   Obesidade

Resumo

Estudos com modelos experimentais de obesidade induzida por dieta revelaram a presença de uma inflamação no hipotálamo que compromete neurônios responsáveis pelo controle da ingestão calórica e do gasto energético. Avanços em técnicas de neuroimagem permitiram detectar por meio de ressonância magnética estrutural quantitativa (RMq) a existência de gliose no núcleo médio basal hipotalâmico (MBH). Tanto em modelos animais como em adultos com obesidade esse achado se relaciona diretamente aos maiores índices de massa corporal (IMC). A obesidade infantil representa um fator de risco para a obesidade e suas comorbidades na vida adulta. Estudo com RMq também identificou em crianças e adolescentes obesos a existência de gliose hipotalâmica que se correlaciona com maior porcentagem de gordura corporal, especialmente de gordura visceral, sabidamente de maior risco metabólico. Estudo recente sugeriu que a gliose hipotalâmica em adultos se relaciona à resistência insulínica, independentemente do IMC. No entanto, nenhum estudo anterior verificou se alterações no metabolismo de carboidratos influenciam o comprometimento hipotalâmico nas crianças. Este estudo pretende avaliar se o diabetes induzido por dieta e a resistência à insulina impactam o desenvolvimento de gliose hipotalâmica. Para tal, pretendemos utilizar avaliações por RMq do MBH de 12 crianças obesas com DM2, 12 com obesidade sem diabetes e 12 crianças eutróficas. Também serão avaliados hormônios envolvidos na regulação da saciedade, recordatórios alimentares e a atividade física. Acredita-se que esse estudo possa ampliar o conhecimento sobre a disfunção hipotalâmica na obesidade e influência da resistência insulínica no desequilíbrio da homeostase energética corporal. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
SEWAYBRICKER, LETICIA E.; MELHORN, SUSAN J.; ASKREN, MARY K.; WEBB, MARY F.; TYAGI, VIDHI; DE LEON, MARY ROSALYNN B.; GRABOWSKI, THOMAS J.; SEELEY, WILLIAM W.; SCHUR, ELLEN A. Salience network connectivity is reduced by a meal and influenced by genetic background and hypothalamic gliosis. International Journal of Obesity, v. 44, n. 1, p. 167-177, JAN 2020. Citações Web of Science: 1.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.