Busca avançada
Ano de início
Entree

Comunidades microbianas do solo na conversão floresta-pastagem: uma abordagem multi-ômica

Processo: 17/09643-2
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 01 de julho de 2017
Vigência (Término): 30 de junho de 2018
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Ciência do Solo
Pesquisador responsável:Tsai Siu Mui
Beneficiário:Andressa Monteiro Venturini
Supervisor no Exterior: Brendan James Marc Bohannan
Instituição-sede: Centro de Energia Nuclear na Agricultura (CENA). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of Oregon (UO), Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:15/13546-7 - Capacidade de resiliência de comunidades microbianas avaliada por metagenômica e metatranscriptômica em solos de floresta e pastagem da Amazônia, BP.DR
Assunto(s):Microbiologia do solo

Resumo

Em pesquisa anterior, desenvolvida no âmbito do projeto FAPESP 2015/13546-7, nós observamos que os solos de floresta e de pastagem têm diferentes potenciais de sequestro e emissão de metano, intensificados pela umidade do solo. Essas descobertas reforçam a necessidade de uma compreensão mais profunda dos parâmetros ambientais que modulam o ciclo microbiano do metano em solos tropicais. Entretanto, ainda pouco se sabe sobre o perfil taxonômico e funcional dos microrganismos que respondem aos principais fatores que determinam o fluxo de metano em solos: umidade e temperatura. Portanto, nessa proposta de estágio, proponho a utilização de uma abordagem multi-ômica (sequenciamento de amplicon, metagenômica e metatranscritômica) para caracterizar as comunidades microbianas que respondem às mudanças no uso da terra, umidade e temperatura em solos da Floresta Nacional do Tapajós e seus adjacentes, no Estado do Pará, na Amazônia Oriental. Esse objetivo será alcançado através da: (1) análise de bioinformática e estatística dos conjuntos de dados metagenômicos e metatranscritômicos previamente obtidos e (2) um experimento de microcosmos para determinar o efeito da seca, cheia e aumento da temperatura sobre a abundância e o perfil taxonômico e funcional das comunidades microbianas em solos submetidos à conversão floresta-pastagem. Essa proposta é uma colaboração entre o Laboratório de Biologia Celular e Molecular da Universidade de São Paulo (Brasil) e o Instituto de Ecologia e Evolução da Universidade de Oregon (Estados Unidos), sob a supervisão conjunta da Profa. Dra. Siu Mui Tsai e o Prof. Dr. Brendan J. M. Bohannan.