Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da expressão da proteína GRP78 em fígado de camundongos submetidos à intoxicação crônica por fluoreto e a diferentes tipos de dieta

Processo: 17/03702-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2017
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Metabolismo e Bioenergética
Pesquisador responsável:Marília Afonso Rabelo Buzalaf
Beneficiário:Karina Aparecida de Oliveira
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB). Universidade de São Paulo (USP). Bauru , SP, Brasil
Assunto(s):Dieta hiperlipídica   Intoxicação   Fígado   Estresse oxidativo   Expressão de proteínas   Fluoretos   Eletrodos íon-seletivos   Western blotting

Resumo

Em trabalho prévio realizado pelo nosso grupo de pesquisa (Processo FAPESP: 2013/25756-0) foi observado que o fluoreto (F) quando administrado em animais com doença hepática gordurosa não alcoólica (DHGNA) previamente induzida por dieta hiperlipídica exerce efeitos distintos quando comparado com animais que consumiram dieta normocalórica (DHGNA ausente), o qual pode estar relacionado com alterações proteicas, visto que o F exerce efeitos diversos sobre várias funções celulares. Dentre estas tem sido relatada a perturbação que este íon causa na defesa antioxidante. Um indicativo de estresse oxidativo é dado pelo aumento na expressão de Glucose-Regulation Protein 78 (GRP78). Assim, o objetivo deste trabalho é utilizar a técnica de western blot para verificar se há alterações na proteína GRP78, quando administrado F em animais com DHGNA induzida previamente comparado com animais que consumiram dieta normocalórica. Serão utilizados 32 camundongos machos Swiss com variação de peso corporal de 26g a 44g, os quais serão cuidadosamente divididos de maneira a equilibrar os grupos. Inicialmente os animais serão divididos em 2 grupos (n=16 por grupo), que receberão por 30 dias ração hiperlipídica e água de beber sem adição F, para indução da DHGNA (Grupo I) ou ração controle e água de beber sem adição F (Grupo II). Após este período, o grupo I será subdividido em dois grupos (n=8 por grupo), de acordo com o tipo de água de beber administrada, a saber: ração hiperlipídica e água de beber deionizada (grupo A), ração hiperlipídica e água de beber com 50 ppm F (grupo B). Já o grupo II será subdividido em dois grupos (n=8 por grupo), de acordo com o tipo de água de beber administrada, a saber: ração controle e água de beber deionizada (grupo C) e ração controle e água de beber com 50 ppm F (grupo D). Ao final do período experimental (20 dias), os animais serão anestesiados por injeção intra-peritoneal de 0,5 mL/Kg de peso de Anasedan (Agribrands, USA) + 1,5 mL/Kg de Cloridrato de quetamina (Vetaset, Fort Dodge, Iowa, USA), o fígado e o plasma serão coletados. Será realizada análise de F no plasma e no fígado com eletrodo íon especifico após difusão facilitada por hexametildisiloxano e uma porção do fígado será armazenada em freezer -80º C para análise de Western blot. A análise estatística será realizada depois de verificarmos a homogeneidade dos dados e então será escolhido o teste mais apropriado para análise, sendo utilizado os Softwares Graph Pad InStat3 e Graph Pad Prism6 (p<0,05).