Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da atividade neuroprotetora da Parawixina-2, isolada da aranha Parawixia bistriata, em modelo de ave isquêmico agudo induzido por endotelina-1, em Ratos Wistar

Processo: 17/03358-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2017
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Zoologia Aplicada
Pesquisador responsável:Wagner Ferreira dos Santos
Beneficiário:Thiago Bronhara
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Fármacos neuroprotetores   Neuroproteção   Parawixia bistriata

Resumo

O acidente vascular encefálico do tipo isquêmico (AVEI) é o principal acometimento neurodegenerativo e a principal causa de incapacidade motora em adultos. Ocorrendo um bloqueio do fluxo sanguíneo, há um desbalanço nos principais neurotransmissores excitatórios e inibitórios, L-Glutamato (L-Glu) e ácido ³-Amino-butírico (GABA). O AVEI mais comum envolve oclusão da artéria cerebral média (ACM) atingindo diretamente áreas corticais. Este tipo de lesão leva a deficiência cognitiva e somatossensorial. Portanto se torna de extrema importância mecanismos do quais consigam reduzir, cessar ou até mesmo regredir a lesão neural. O bloqueio da recaptação do GABA na fenda sináptica pode ser uma estratégia promissora, por estabelecer o equilíbrio entre o GABA e L-Glu, assim gerando um efeito neuroprotetor. Na busca de compostos neuroprotetores, destaca-se a Parawixina-2 (Pwx-2), que é um notável bloqueador de receptação de GABA, onde mostrou atividade neuroprotetora em outros modelos. O modelo experimental de oclusão da ACM, utilizando o peptídeo vasoconstritor Endotelina-1 (Et-1) nas imediações da ACM. Este modelo apresenta um potencial translacional, envolve lesão focal circunscrita e, além disso, utiliza-se de procedimento cirúrgico refinado e gera baixa mortalidade. O principal objetivo deste estudo é avaliar o potencial neuroprotetor da Pwx-2 em ratos Wistar submetidos ao modelo de isquemia focal induzida por Et-1. A área de infarto será avaliada através da técnica de histoquímica TTC (marcador de tecido que apresenta atividade metabólica). Para avaliar neurodegeneração, será utilizada a técnica de Fluoro Jade-C, nas áreas do córtex somatosenssorial, motor primário e corpo estriado. A avaliação motora e funcional consistirá dos testes de campo aberto, teste de preensão à grade, teste de assimetria no uso da pata e teste de suspensão da cauda.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.