Busca avançada
Ano de início
Entree

Dinâmica seca-inundação de comunidades microbianas metanogênicas e metanotróficas em planícies aluviais dos Rios Negro e Solimões na Amazônia Brasileira

Processo: 17/06415-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de junho de 2017
Vigência (Término): 31 de maio de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia de Ecossistemas
Pesquisador responsável:Acacio Aparecido Navarrete
Beneficiário:Marília de Souza Bento
Instituição-sede: Centro de Ciências e Tecnologias para a Sustentabilidade (CCTS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). Sorocaba , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:16/16687-3 - Dinâmica da produção e consumo de metano pela microbiota ativa em áreas inundáveis da Amazônia, AP.PFPMCG.JP
Bolsa(s) vinculada(s):18/02277-3 - Anotação taxonômica de sequências de cDNA obtidas em larga escala a partir de genes funcionais microbianos associados com metanogênese e metanotrofia recuperadas de áreas inundáveis da Amazônia, BE.EP.MS
Assunto(s):Metano   Biologia computacional   Ecologia microbiana   Análise de sequência de RNA

Resumo

Os solos de áreas inundáveis contribuem de maneira significativa com o balanço global de metano (CH4). Sendo a ciclagem do CH4 mediada por micro-organismos, é surpreendente que o papel da composição da comunidade microbiana em regular os processos metabólicos envolvidos com o fluxo de CH4 em escala ecossistêmica seja ainda desconhecido. Nesse sentido, esta proposta de trabalho em nível de mestrado terá como objetivo conhecer a composição das comunidades microbianas metanogênicas e metanotróficas em áreas inundáveis das planícies aluviais dos rios Negro e Solimões, estado de Amazonas, Brasil. Análises metatranscriptômicas serão utilizadas para revelar a composição de comunidades microbianas metanogênicas e metanotróficas em áreas inundáveis naturais e agrícolas (a cultura agrícola será definida após análise de imagens de satélite e confirmação a campo). Coletas de amostras de sedimento nas áreas de estudo serão realizadas em períodos constrastantes da hidrógrafa (seca e cheia). Os resultados desse estudo (composição das comunidades microbianas metanogências e metanotróficas) serão disponibilizados para interpretação conjunta com dados biogeoquímicos e fluxos de CH4 determinados para as áreas de estudos no âmbito do Auxílio à Pesquisa FAPESP (Proc. 2016/16687-3) na modalidade Jovem Pesquisador ao qual esta proposta de trabalho em nível de mestrado será viculada.