Busca avançada
Ano de início
Entree

Obtenção de nanocristais de celulose de diferentes estádios fenológicos da planta de milho (Zea mays l.)

Processo: 16/23812-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2017
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2018
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica - Materiais Não-metálicos
Pesquisador responsável:Aparecido Junior de Menezes
Beneficiário:Samir Leite Mathias
Instituição-sede: Centro de Ciências e Tecnologias para a Sustentabilidade (CCTS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). Sorocaba , SP, Brasil
Assunto(s):Materiais não metálicos   Biomassa   Nanocristais de celulose   Polímeros naturais   Zea mays   Análise térmica   Difração por raios X   Microscopia eletrônica de varredura   Microscopia de força atômica

Resumo

A celulose é o biopolímero mais abundante do mundo apresentando uma enorme variabilidade química devido à funcionalização de seus grupos hidroxilas. Ainda, a celulose apresenta morfologias diferenciadas que são encontradas em uma construção hierárquica constituintes das plantas, podendo apresentar-se sob a forma de fibras, microfibrilas (MFC) e nanocristais de celulose (CNC). Microfibrilas de celulose e, em especial, nanocristais de celulose têm sido objeto de estudo em nanocompósitos em virtude da sua biodegradabilidade, baixo coeficiente de expansão térmica, anisotropia ótica, alto modulo elástico (similares ao aço e ao Kevlar), alta razão de aspecto e alta área superficial. O presente projeto visa à determinação da composição química da biomassa da haste de plantas de milho (Zea mays L.) em diferentes estádios fenológicos, nominalmente V3, V9, V13, V18 e R6 (Pré-Colheita) e a obtenção de nanocristais de celulose a partir da hidrólise ácida da ±-celulose. Tanto a biomassa quanto os nanocristais obtidos, serão caracterizados via análise térmica (Termogravimetria) e Difração de Raios-X. A morfologia das fibras e dos nanocristais serão avaliados através das técnicas de Microscopia Eletrônica de Varredura (SEM) e de Microscopia de Força Atômica (AFM), respectivamente.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
LONGARESI, R. H.; DE MENEZES, A. J.; PEREIRA-DA-SILVA, M. A.; BARON, D.; MATHIAS, S. L. The maize stem as a potential source of cellulose nanocrystal: Cellulose characterization from its phenological growth stage dependence. INDUSTRIAL CROPS AND PRODUCTS, v. 133, p. 232-240, JUL 2019. Citações Web of Science: 2.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.