Busca avançada
Ano de início
Entree

Estado de agonia: teatro e política em Griselda Gambaro e Jorge Diaz

Processo: 17/08092-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2017
Vigência (Término): 30 de setembro de 2018
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Letras - Literaturas Estrangeiras Modernas
Pesquisador responsável:Laura Janina Hosiasson
Beneficiário:Bruno Verneck
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):17/25447-9 - As origens de uma categoria: um estudo sobre o conceito de vanguarda na historiografia teatral chilena, BE.EP.IC
Assunto(s):Teatro contemporâneo   Dramaturgia   Produção teatral   Narrativa histórica   Linguagem teatral   Análise do discurso   Dramaturgos

Resumo

A argentina Griselda Gambaro (1928) e o chileno Jorge Diaz (1930-2007), figuram na lista dos mais célebres dramaturgos do teatro hispano-americano do século XX. Ambos começaram suas trajetórias na década de 1960 e, cada um a seu modo, trata de temas afins como a violência e as contradições oriundas da desigualdade social em seus aspectos mais perversos. Este projeto pretende estudar a forma como esses temas são elaborados nas respectivas dramaturgias, buscando também estabelecer pontos de contato, a partir da relação de sua obra com o contexto histórico de produção. Pensamos dois recortes histórico-temporais: os anos 1960 como marco cultural de um novo pensamento latino-americano a partir da revolução cubana, e os anos 1980 como uma década de elaboração dos traumas em torno dos regimes militares instalados na década de 1970. Selecionando, para cada autor, uma peça escrita e encenada nos anos 1960 e um dos anos 1980, visando analisar comparativamente como ambas poéticas dialogam com sua contemporaneidade histórica e quais as relações que podem ser estabelecidas entre elas. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa: