Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo do perfil genético e molecular do sistema calicreína-cininas em pacientes portadores de hipercolesterolemia familiar

Processo: 17/00719-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de junho de 2017
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia Geral
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:João Bosco Pesquero
Beneficiário:Clarissa Azevedo Bittencourt
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/27198-8 - Estabelecimento de um centro de pesquisa genética e molecular para desafios clínicos, AP.TEM
Assunto(s):Genética   Cardiologia   Sistema cardiovascular

Resumo

A hipercolesterolemia familiar (HF) é uma patologia genética autossômica dominante caracterizada pelo aumento dos níveis séricos de colesterol total e de lipoproteína de baixa densidade ligada ao colesterol. A HF está diretamente relacionada ao desenvolvimento de doenças cardiovasculares, tais como hipertensão, aterosclerose, infarto do miocárdio e doença coronariana. Neste contexto, o sistema calicreína-cininas (SCC) participa ativamente na regulação das funções do sistema cardiovascular, principalmente pela ação da bradicinina na liberação direta de NO pelo endotélio, como demonstrado em estudos com inibidores da enzima conversora de angiotensina.Estudos genéticos indicam que polimorfismos no gene do receptor B2 de cininas afetam a função cardíaca ao induzir a hipertrofia ventricular, alteração da eficiência da contração muscular e aumento da pressão arterial. Outros estudos indicam que polimorfismos no gene da calicreína tecidual estão associados ao desenvolvimento da disfunção arterial e hipertensão. No entanto, não há estudos que associem a participação do SCC em pacientes portadores de HF e sua relação com eventos cardiovasculares. Portanto, neste trabalho pretendemos investigar alterações genéticas nos principais componentes do SCC, tais como suas enzimas e receptores em pacientes portadores de HF e sua relação com o risco de desenvolvimento de doenças cardiovasculares. Com isso, pretendemos ampliar o conhecimento da importância do SCC nestas doenças e elaborar estratégias terapêuticas específicas para pacientes portadores destas variações genéticas. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.