Busca avançada
Ano de início
Entree

Walter Benjamin e o conceito de modernidade nos ensaios sobre Baudelaire

Processo: 17/06912-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2017
Vigência (Término): 31 de agosto de 2018
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Filosofia
Pesquisador responsável:Luiz Sérgio Repa
Beneficiário:Lucas Melo Souza
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/11611-3 - Esfera pública e reconstrução: sobre a constituição de um paradigma reconstrutivo no campo da Teoria Crítica, AP.TEM
Assunto(s):Teoria crítica   Modernidade   Intencionalidade (filosofia)   Filósofos   Revisão de texto

Resumo

O presente projeto busca definir os contornos e a especificidade do conceito de modernidade na obra de Walter Benjamin, delineados na década de 1930, sobretudo nos ensaios sobre o poeta francês Charles Baudelaire. Trata-se de buscar a constelação em que se configura o conceito de modernidade em "A Paris do Segundo Império na obra de Baudelaire" (1938) e em "Sobre alguns motivos na obra de Baudelaire" (1939). Busca-se determinar as inflexões próprias que esse conceito assume em cada texto, lançando mão, sempre que necessário, de outras obras fundamentais do autor e da ampla tradição na qual ele se insere, a teoria crítica e suas grandes linhas de pensamento. Desse modo, privilegia-se aqui aqueles momentos da obra de Benjamin em que o conceito de modernidade é enfaticamente nomeado, sobretudo no primeiro ensaio sobre Baudelaire. Ao mesmo tempo, mostra-se indispensável que a busca do conceito de modernidade leve em conta o segundo ensaio sobre Baudelaire, uma vez que este, além de tratar-se de uma revisão do primeiro texto a pedido do Instituto de Pesquisa Social, apresenta o conceito de modernidade num arranjo constelacional novo, integrando e reelaborando tanto elementos do texto de 1938, quanto temas de outras obras da década de 1930. (AU)