Busca avançada
Ano de início
Entree

Aplicação extratos de gengibre como fungicida natural em revestimentos nanoestruturados na conservação pós-colheita de mamão

Processo: 16/23419-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2017
Vigência (Término): 02 de julho de 2020
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Engenharia Agrícola - Engenharia de Processamento de Produtos Agrícolas
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Marcos David Ferreira
Beneficiário:Marcela Miranda
Instituição-sede: Embrapa Instrumentação Agropecuária. Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA). Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Brasil). São Carlos , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):18/10657-0 - Efeito de óleo essencial de gengibre em revestimento nanoestruturado para recobrimento de mamão: avaliação de perfil de compostos voláteis, patógenos e deterioração pós-colheita, BE.EP.DR
Assunto(s):Fisiologia pós-colheita   Zingiber officinale   Polissacarídeos   Nanoemulsão

Resumo

O Brasil é um dos principais produtores de frutas e hortaliças, porém as perdas pós-colheita são consideráveis. A aplicação de coberturas protetoras em frutos destaca-se como tecnologia alternativa de baixo custo e de fácil utilização, conferindo barreira à perda de umidade, gases e ação antimicrobiana. A cera de carnaúba é extensivamente utilizada na indústria de alimentos e revestimentos, porém poucos estudos existem com revestimentos nanoestruturados dessa matéria-prima. Em estudo anterior (dissertação da candidata) foi possível a síntese e caracterização de nanoemulsão de cera de carnaúba, aonde se observou o potencial de uso em recobrimento de frutos, devido às propriedades de barreira à umidade; intenso brilho e conformidade com a resolução "RDC ANVISA nº 8/2013" que dispõe sobre os aditivos alimentares permitidos no tratamento de superfície de frutas in natura. O hidroxi-propil-metil-celulose (HPMC) é um polissacarídeo de caráter hidrofílico derivado da celulose e utilizado para recobrimentos, devido à sua característica filmogênica, manutenção da umidade e boa barreira ao oxigênio. Estudos indicam uso de extratos de rizoma de gengibre (Zingiber officinale) na redução de micro-organismos em alimentos, com potencial emprego como agente ativo em revestimentos inertes. Sendo assim, aliar as características e propriedades dessas matérias-primas pode proporcionar incremento na ação do revestimento, melhorando propriedades físicas, químicas, mecânicas e antimicrobiana. O objetivo desta proposta é o de avaliar a atividade de extratos obtidos de rizoma de gengibre visando à aplicação como antifúngicos e inseri-los no desenvolvimento de revestimentos comestíveis para conservação pós-colheita de frutos. O mamão, do grupo solo, foi selecionado como fruto modelo, devido a sua importância econômica para o mercado interno e externo, e por ser climatérico, sujeito a mudanças fisiológicas e doenças durante o armazenamento pós-colheita. Desta forma, espera-se com esta proposta a redução das perdas qualitativas e quantitativas durante a conservação pós-colheita de frutas e melhoria d o sistema de comercialização. (AU)

Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias: (1 total)