Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito imediato da hidratação laríngea de superfície associada à técnica de vibração sonorizada de língua em cantores

Processo: 17/02921-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2017
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2017
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fonoaudiologia
Pesquisador responsável:Eliana Maria Gradim Fabbron
Beneficiário:Joyra da Silva Carrer
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia e Ciências (FFC). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Marília. Marília , SP, Brasil
Assunto(s):Vocalização   Treinamento da voz   Qualidade da voz   Prega vocal   Músculos laríngeos   Vibrações   Disfonia   Hidratação   Cantores

Resumo

A Técnica da Vibração Sonorizada de Língua (TVSL) é utilizado tanto no tratamento da disfonia, como no aquecimento vocal. A utilização da hidratação de superfície tem sido utilizada como uma estratégia para hidratar diretamente as pregas vocais, diminuindo a sua viscosidade e do muco laríngeo, atuando consequentemente no aumento da vibração e redução do limiar de pressão fonatória em pouco tempo. Objetivo: verificar o efeito da hidratação de superfície associada à TVSL na qualidade vocal de cantores. Métodos: participarão 30 cantores com idades entre 18 e 40 anos, sem queixas vocais e com diagnóstico otorrinolaringológico de ausência de alterações laríngeas. Para a coleta serão constituídos dois grupos de participantes: a) grupo controle - realizarão 5 minutos da TVSL; b) grupo experimental - será realizada a aplicação da inalação com 3mL de soro fisiológico (0,9%), mantendo o participante em repouso vocal e em seguida realizarão a TVSL por mais 5 minutos. Serão realizadas as seguintes avaliações antes e após a intervenção: autoavaliação, análise de parâmetros acústicos e de extensão vocal. A autoavaliação será realizada por meio de um protocolo onde cada participante deverá assinalar a sensação relacionada à emissão vocal. A análise acústica será realizada utilizando o programa MDVP da Key-Pentax. Para tanto serão realizadas gravações da emissão sustentada da vogal "a" antes e após a intervenção. As gravações serão editadas para se proceder a avaliação, retirando-se o início e o final das emissões. Além disso, a avaliação da extensão vocal será realizada pelo programa Vocalgrama da CTS Informática. Os dados serão apresentados de forma descritiva e serão realizados testes de comparação dos resultados da autoavaliação, da análise acústica e extensão vocal nos momentos pré e pós aplicação da TVSL efetuadas de forma isolada e com a variação da sua aplicação associada à hidratação de superfície da laringe por inalação. (AU)